Aviões da Embraer em combate

Aeronaves produzidas pela Embraer já participaram de guerras e conflitos isolados com diversos países e até nas mãos de rebeldes
O Super Tucano pode ser equipado com uma combinação letal de mísseis e canhões (Embraer)
O Super Tucano pode ser equipado com uma combinação letal de mísseis e canhões (Embraer)

AMX no Afeganistão

O caça-bombardeiro AMX, lançado em 1986 pela Embraer em parceria com as fabricante italianas Aermarcchi e Aeritalia (hoje Alenia Aeronautica), já participou de combates com as cores da Itália no Kosovo, Líbia e Afeganistão.

Os AMX italianos realizaram mais de 700 missões no Afeganistão (Aeronautica Militare)
Os AMX italianos realizaram mais de 700 missões no Afeganistão (Aeronautica Militare)

A aeronave acumulou mais de 5.000 horas em missões de bombardeiro contra posições do grupo terrorista Al Qaeda no Afeganistão, em apoio a coalização da OTAN. Nenhuma aeronave foi perdida ou danificada durante o conflito.

Total
122
Shares
0 0 votes
Article Rating
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fábio
Fábio
6 anos atrás

Muito legal, uma sugestão para um artigo ja que estamos falando de conflitos latino americanos, é falar da famosa guerra do Futebol entre El Salvador e Honduras.

Luiz Osório
Luiz Osório
5 anos atrás

Muito interessante! Gostaria de sugerir um artigo comparando o desempenho do Tucano contra os melhores caças da 2 Guerra Mundial.

Chico
Chico
5 anos atrás

O Brasil poderia usar de exemplo e combater o trafico nas fronteiras e o desmatamento na Amazonia

Quintino
Quintino
5 anos atrás

A Embraer iniciou suas operações em 1969, portanto não poderia estar produzindo o Xavant em 1960, ela não existia.

Previous Post

Phenom 300 é o jato leve mais vendido do mundo pelo nono ano consecutivo

Next Post
Learjet 75 Liberty

Bombardier admite vazamento de dados após sofrer ataque hacker

Related Posts