Antigo Boeing com “motor secreto” é redescoberto

Protótipo Boeing JB-52E testou os primeiros motores que hoje equipam o famoso jato 747
As imagens foram divulgadas recentemente pela Força Aérea dos Estados Unidos (Foto - USAF)
As imagens foram divulgadas recentemente pela Força Aérea dos Estados Unidos (Foto – USAF)
Protótipo JB-52E equipado com apenas um motor Pratt & Whitney, o mesmo do primeiro Boeing 747
Protótipo JB-52E equipado com apenas um motor Pratt & Whitney, o mesmo que posteriormente seria utilizado na primeira geração do Boeing 747 (Foto – USAF)

O lendário Boeing B-52 Stratofortress é uma das aeronaves mais incríveis já criadas pelo homem. Esse bombardeiro estratégico de longo alcance, capaz de empregar armamento nuclear e convencional, foi um dos maiores símbolos do poder norte-americano durante a Guerra Fria.

Apesar de ser uma aeronave militar, dois exemplares do B-52 foram especialmente modificados para serem empregados como plataforma de testes de motores aeronáuticos. Uma dessas aeronaves, número de série 56-0636, em 1968, foi alugada pela fabricante de turbinas Pratt & Whitney para realização de testes nos motores JT9D que seriam empregados no então novíssimo Boeing 747-100, que estava no estágio final de seu desenvolvimento, e voou pela primeira vez em 9 de fevereiro de 1969.

O outro B-52 modificado, número de série 57-0119, foi utilizado pela General Electric, outra fabricante de motores aeronáuticos, para testar os propulsores TF-39, que seriam empregados no enorme cargueiro militar Lockheed C-5A Galaxy.

Veja mais: A primeira guerra de um avião Embraer

Nessa foto outro JB-52E, mas desta vez testando um motor General Eletric que depois seria utilizado no cargueiro C-5 Galaxy
Nessa foto outro JB-52E, mas desta vez testando um motor General Eletric que depois seria utilizado no cargueiro C-5 Galaxy

Apesar de algumas fotos dos Boeing JB-52E já terem sido divulgadas pela Força Aérea Americana (USAF), a Pratt & Whitney disponibilizou nessa terça-feira (26) um vídeo (abaixo) com imagens inéditas relacionadas a esses testes.

Vídeos secretos do B-52 com turbina de 747

As informações coletadas durante esses ensaios também deram origem a uma série de estudos de viabilidade para remotorização do B-52, onde os 8 motores Pratt & Whitney TF33-P-3, que atualmente propulsionam a aeronave, seriam substituídos por 4 de maior potência. Esse assunto rotineiramente retorna à pauta dos comandantes militares americanos, que ainda não se decidiram sobre o assunto. Enquanto isso o enorme Stratofortress segue voando e muito bem, apesar da idade avançada.

Veja mais: Bombardeiro B-52 pode visitar o Brasil no segundo semestre

*Anderson LaMarce é Editor do Blog Cavok Brasil e colaborador do Airway.

Total
0
Shares
1 comment
  1. Muito bacana a reportagem. Parabéns.

    Sempre que possível ponham os dados técnicos das aeronaves envolvidas da reportagem, como fizeram sobre o primeiro Embraer na guerra e do choque do B25 contra o Empire State Building.

Comments are closed.

Previous Post
Os caças A-4 Skyhawk da Marinha brasileira foram comprados do Kuwait

Embraer entrega primeiro caça AF-1 modernizado à Marinha

Next Post
O avião de matrícula brasileira foi abatida por caças F-16 da Força Aérea da Venezuela

Avião brasileiro carregado de drogas é abatido na Venezuela

Related Posts