O A330neo está programado para entrar em operação em 2018, com a companhia TAP (Clément Alloing)

O A330neo está programado para entrar em operação em 2018, com a companhia TAP (Clément Alloing)

O primeiro protótipo do Airbus A330neo foi fotografado nesta semana enfim com seus motores instalados, sinal de que a fabricante pode estar preparando seu voo inaugural para os próximos dias. A aeronave finalizada foi flagrada pelo fotógrafo Clément Alloing nas instalações da empresa em Toulouse, na França.

A nova geração do A330, segundo números da Airbus, promete ser 14% mais eficiente em consumo de combustível comparado ao modelo atual. O novo jato, porém, já está seis meses atrasado em relação ao cronograma original da fabricante, anunciado em 2014. O atraso no primeiro voo foi motivado pela demora na entrega dos motores Trent 7000, fornecidos pela Rolls-Royce, realizada no mês passado.

Gasta menos e vai mais longe

Ao consumir menos combustível, o A330neo, também chamado de A330-900, poderá voar por maiores distâncias. De acordo com a Airbus, o modelo “neo” (acrônimo para “New Engine Option” – “Nova Opção de Motor”) pode voar por mais 740 km em relação ao A330 atual. A autonomia do novo A330-900, substituto do A330-300, será de 12.130 km, com peso máximo de 242 toneladas. O modelo 800, que vai ocupar o posto do A330-200, poderá realizar voos de até 13.900 km.

O A330-900 tem mesmo comprimento do modelo equivalente atual, com 63,6 metros. Já as asas ganharam quase quatro metros de extensão, chegando a 64 m.

O novo motor do A330neo é 10% mais eficiente em consumo de combustível que seu antecessor (Airbus)

O novo motor do A330neo é 10% mais eficiente que seu antecessor, o Trent 700 (Airbus)

A capacidade de passageiros do A330neo não vai mudar: o modelo 900 é oferecido na configuração típica com 287 assentos em três ou duas classes, ou até 440 poltronas na cabine de alta densidade, raramente escolhida pelas empresas. Já o A330-800 poderá transportar de 257 a 406 passageiros.

A Airbus já recebeu 210 encomendas pelo A330neo, o equivale a três anos e meio de produção da aeronave. O primeiro operador do novo jato será a companhia TAP, de Portugal.

Fonte: Aeroin

Veja mais: Boeing assina contrato para fornecer o novo Air Force One