Boeing investe em fábrica de baterias de última geração

Startup da California está desenvolvendo tecnologias para baterias de próxima geração com potenciais aplicações da aviação
A Boeing também é parceira da Zunum Aero, startup que está desenvolvendo o que pode ser o primeiro avião comercial elétrico (Divulgação)
A Boeing também é parceira da Zunum Aero, startup que está desenvolvendo o que pode ser o primeiro avião comercial elétrico (Divulgação)
A Boeing também é parceira da Zunum Aero, startup que está desenvolvendo o que pode ser o primeiro avião comercial elétrico (Divulgação)
A Boeing também é parceira da Zunum, que está projetando o que pode ser o primeiro avião comercial elétrico (Divulgação)

A Boeing anunciou nesta terça-feira (30) uma rodada de investimentos na Cuberg, startup fundada por ex-pesquisadores da Universidade de Stanford que desenvolvem tecnologias para a próxima geração de baterias com potenciais aplicações aeroespaciais e industriais.

Como explica a startup, suas novas baterias podem alcançar alta densidade de energia com durabilidade térmica. A Cuberg ainda afirma que a bateria de nova geração é projetada para ser uma solução com fácil integração em processos de fabricação em larga escala.

“A tecnologia de bateria da Cuberg tem a maior densidade de energia que já vimos no mercado, e seus componentes químicos únicos podem ser uma solução segura e estável para o futuro do transporte aéreo elétrico”, disse Steve Nordlund, vice-presidente da Boeing HorizonX Ventures, divisão da Boeing que estuda novas tecnologias.

Desde sua fundação, em abril de 2015, a Cuberg vem sendo mantida por vários rodadas de financiamento de parceiros e subsídios do governo americano. Apesar do pouco de atuação, a startup foi nomeada pelo departamento de energia dos EUA uma das sete principais startups do país em 2016.

“Estamos entusiasmados em sermos parceiros da maior empresa aeroespacial do mundo para ampliar as capacidades da bateria da Cuberg e ajudar a alimentar as plataformas aeroespaciais do futuro”, celebrou Richard Wang, CEO da Cuberg. “Com o financiamento da Boeing, expandiremos nossa equipe e nossas instalações de pesquisa e desenvolvimento para ajudar os clientes a integrar nossas baterias em seus produtos, enquanto também ampliamos nossa tecnologia para a produção totalmente automatizada”.

A Boeing HorizonX Ventures lidera esta nova rodada de investimento na Cuberg, que também tem a participação da HPC Energy Services, companhia canadenses de gás e petróleo. Nenhuma das empresas, no entanto, divulgou os valores investidos na startup.

O investimento na Cuberg é mais um passo da Boeing na área de estudos sobre a criação de aeronaves com motores elétricos. A fabricante norte-americana já investe, por exemplo, na Zenum Aero, outra startup baseada nos Estados Unidos que está no caminho para desenvolver o primeiro avião comercial elétrico.

Veja mais: Avião elétrico bate recorde de velocidade

Total
0
Shares
Previous Post
O H135 é avaliado em quase R$ 18 milhões (Airbus)

Airbus entrega 1.300º helicóptero da família H135

Next Post
Os voos da Copa Airlines para Fortaleza e Salvador serão realizados com jatos Boeing 737-800 (Divulgação)

Copa Airlines anuncia voos para Fortaleza e Salvador

Related Posts