Saab Gripen E - Força Aérea Brasileira

A FAB encomendou 36 caças Gripen E/F; 15 aviões serão produzidos no Brasil (Saab)

O caça Saab Gripen E foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira (23) durante o evento em celebração ao Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira (FAB), na base aérea de Brasília (DF).

A cerimônia contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, que fez o tradicional “batismo” da aeronave derramando champanhe no nariz do jato, denominado F-39E Gripen pela FAB. Também participam do evento autoridades do Ministério da Defesa e da Aeronáutica, da embaixada da Suécia no Brasil e executivos da Saab.

“É uma grande honra ver o Gripen na cerimônia alusiva ao Dia do Aviador e ao Dia da FAB. Acredito que não há ocasião mais representativa para essa apresentação, pois, certamente, significa muito para todos os aviadores brasileiros ter a aeronave voando nos céus do País”, disse Micael Johansson, CEO e presidente da Saab. “Esse é o resultado de uma colaboração real entre Brasil e Suécia, e uma grande oportunidade para estreitar ainda mais os laços entre os países”.

Comandante da FAB, o Tenente-Brigadeiro Bermudez, destacou que o novo caça está cada vez mais próximo do início da operação no Brasil. “O desenvolvimento e a fabricação do smart fighter (caça inteligente) também vêm sendo acompanhados de perto pelos integrantes da Força e envolvem profissionais de diversas empresas brasileiras. Este 23 de outubro de 2020, portanto, é ainda mais especial, pois contamos com a apresentação oficial do primeiro F-39 Gripen a chegar ao Brasil”.

Saab Gripen E - Força Aérea Brasileira

O presidente Jair Bolsonaro e outras autoridades participaram da apresentação do caça em Brasília (Saab)

A primeira aeronave chegou ao Brasil no dia 20 de setembro e três dias depois fez seu primeiro voo no espaço aéreo brasileiro, entre Navegantes (SC) e Gavião Peixoto (SP), para dar continuidade ao programa de ensaios em voo na sede da Embraer no interior de São Paulo.

No Brasil, as atividades incluem testes nos sistemas de controle de voo e de climatização, assim como provas com a aeronave em condições climáticas tropicais. Além dos ensaios que são comuns aos protótipos do Programa Gripen E, serão testados no Brasil características únicas dos caças brasileiros, como integração de armamentos e o sistema de comunicação Link BR2, que fornece dados criptografados e comunicação de voz entre as aeronaves.

Em comunicado, a Saab informa que os primeiros caças operacionais serão entregues à FAB, na Ala 2, em Anápolis (GO), a partir do final de 2021. O contrato contempla a compra de 36 aeronaves (28 modelos Gripen E monopostos e oito Gripen F, bipostos), além da transferência de tecnologia para construir os aviões no Brasil. A entrega de todas as aeronaves deve concluída até meados de 2026.

Saab Gripen E - Força Aérea Brasileira

Os caças Gripen vão substituir os antigos F-5 Tiger II e AMX da FAB (FAB)

A partir do próximo, será iniciada a montagem completa de 15 aeronaves no Brasil. O desenvolvimento do Gripen F é conduzido pelo Gripen Design and Development Network (GDDN), na sede da Embraer em Gavião Peixoto. Nos próximos anos, o jato sueco-brasileiro vai assumir o posto dos caças F-5 Tiger e AMX da FAB.

Nota do editor: O Dia do Aviador é uma celebração ao primeiro voo do 14-Bis de Alberto Santos Dumont, realizado em Paris no dia 23 de outubro de 1906.

Veja mais: Airbus revela projeto de novo jato de treinamento avançado