FAB pode reduzir encomenda de caças Gripen NG

Economia do País pode forçar compra de apenas 40 aeronaves contra as 108 pretendidas
Os novos caças Gripen começam a chegar ao Brasil a partir de 2019 (SAAB)
Os novos caças Gripen começam a chegar ao Brasil a partir de 2019 (SAAB)

Os novos caças Gripen começam a chegar ao Brasil a partir de 2019 (SAAB)

Os novos caças Gripen começam a chegar ao Brasil a partir de 2019 (SAAB)

O reequipamento da Força Aérea Brasileira (FAB) com os novos caças suecos Saab Gripen NG pode não acontecer como o planejado originalmente. Em entrevista ao website FlightGlobal durante o Dubai Airshow neste final de semana, o major-brigadeiro Waldeísio Ferreira Campos disse que a má situação econômica do País e o enfraquecimento do Real poderá limitar a compra a apenas 40 aeronaves, contra as 108 pretendidas.

O major-brigadeiro da FAB, que também é vice-diretor do Departamento de Ensino da Aeronáutica, afirmou ter dúvidas sobre o governo ser capaz de concretizar o negócio por completo. “Eu não sei. Talvez iremos ter apenas 40, mas não os 100 (caças Gripen)”, contou o militar.

Campos admitiu que a escolha do Gripen NG foi um “bom negócio para o Brasil”, e quando o programa estiver totalmente implementado a indústria nacional será capaz de produzir 70% dos aviões encomendados. Segundo declarações do major, o primeiro caça deverá chegar ao País em 2019 e que os pilotos da FAB já iniciaram os programas de treinamento na Suécia.

Ainda de acordo com depoimentos à publicação estrangeira, Campos espera que um esquadrão inicial de 12 caças seja criado perto de Brasília (DF), e as aeronaves continuarão chegando a FAB a uma taxa de duas unidades por ano. A localização do segundo grupo ainda não foi definida, afirmou o major.

O caça da Saab foi o escolhido após uma disputa que também envolveu os modelos Boeing F/a-18E/F Super Hornet e o Dassault Rafale. A proposta da Suécia foi a que ofereceu os melhores termos de transferência de tecnologia, e o requisito mínimo foi de 36 Gripen NG, incluindo oito modelo biplace de treinamento. Segundo Campos, a exigência por uma nova aeronave de caça já vigora há cerca de 20 anos.

Os Gripen NG vai suprir a lacuna deixada pelo interceptadores mach 2 Mirage 2000, aposentados em 2013 (SAAB)
Os Gripen NG vai suprir a lacuna deixada pelo interceptadores mach 2 Mirage 2000, aposentados em 2013 (SAAB)

Com a possibilidade de reduzir as encomendas, a FAB pode não ser capaz de recapitalizar toda a sua força de envelhecidos caças AMX e Northop F-5 em meio a crise econômica que o Brasil vive.

Veja mais: Projeto do caça Gripen NG vai gerar 14.500 empregos no Brasil

Total
3
Shares
0 0 votes
Article Rating
27 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Guimarães Faria Corcete DUTRA

Todo mundo tem direito à opinião, e creio que isso inclua militares. Entretanto, pelo risco de ser interpretado como representante da opinião de sua corporação, talvez tivesse sido mais sábio ter evitado projetar para o futuro o cenário atual. Pode muito bem ser que o brasileiro aprenda com os maus votos dos últimos dezesseis anos e tenhamos uma certa folga para reequipar a FAB.

Faltou analisar uma questão mais: há missões para as quais os F-5 e A-1 seriam mais adequados ou econômicos que os Gripen? Os F-5 não creio, mas talvez os A-1 sejam mais adequados e econômicos para ataque ao solo e defesa próxima de aeródromos. Isso dito, os custos de operação dos Gripen são tão baixos que é capaz de valer a pena sucatear todos os F-5 e A-1, para substituí-los pelos 108 Gripen originalmente planejados, deixando ataque ao solo e defesa próxima para os Super Tucano.

Lucas Silva
Lucas Silva
6 anos atrás

E o Major aceita isso calado, dinheiro que deveria ser usado na defesa do País indo para o bolso dos corruPTos. Ação imediata Major, mostre a força que a Instuição tem, se a tem.

Edgard
Edgard
6 anos atrás

Vcs estão de BRINCADEIRA? a meu ver este esse brigadeiro não esta preocupado com o Brasil e sim em fazer graça com o dinheiro publico, este senhor deveria olhar para trás e ver que o Brasil q ele vive não e o mesmo q a maioria dos Brasileiros vivem… SEM EDUCAÇÃO, SEM SAÚDE e por ai a fora, isto e vergonhosamente a decadência de um sistema falido. FALTA DE VERGONHA NA CARA.

SERGIO PEREIRA
SERGIO PEREIRA
6 anos atrás

TIVERAM QUE DIMINUIR O NÚMERO DE AERONAVES… O VALOR GASTO É O MESMO MAS SE QUISERMOS TODAS AS AERONAVES PRETENDIDAS NÃO SOBRARÁ PARA A GORJETA DO LULA, DA DILMA, DO MINISTRO E OUTROS CUPINCHAS… E, COMO SEMPRE, A AERONÁUTICA FICARÁ A VER NAVIOS, E NÃO AVIÕES…

eduardo lopes
eduardo lopes
6 anos atrás

que isto ! será estão plantando fatos nunca ouvi sobre 108 unidades ???? que major é este e de fato de onde surgiu rumores destas 108 é estranho.

FERNANDO
FERNANDO
6 anos atrás

O pessoal não percebe! Mas isso é só para manter um estoque emergencial! A verdadeira intenção é entender a tecnologia e montar as aeronaves brasileiras que só estão esperando tecnologia para serem criadas! Por isso ainda só estão com tucanos! Pois ainda não desenvolveram tecnologia para aeronaves de 5 geração! Mas com os Gripen poderão ter a tecnologia que precisam para contrução das novas aeronaves de quinta geração!

carlos alberto soares
carlos alberto soares
6 anos atrás

Os 36 creio estarem “garantidos” ! Será isso e ponto.

Deverão caso tenhamos “plata” terminar a “modernização” dos Jordanianos e ponto.

Depois caso tenhamos “plata” vão pegar as “sucatas” restantes do A 1 e coloca-los no padrão A 1M e ponto.

Brazil é isso e ponto,…..

carlos alberto soares
carlos alberto soares
6 anos atrás

Essa venda do A 29 para o Líbano tem o dedo dos Âmis felizmente e certamente abrirá outras encomendas.

Lâmpada de Diógenes
Lâmpada de Diógenes
6 anos atrás

Waldeísio Ferreira Campos é Major-brigadeiro, ou seja, um oficial-general de 3 estrelas da FAB. O que é completamente diferente de major.

Martins Jr
Martins Jr
6 anos atrás

Aeronaves da FAB…são as chamadas cabeças de bacalhau ou enterro de anão aqui em SP. Nunca ninguém viu…

Edmar Paulo Scherer
Edmar Paulo Scherer
6 anos atrás

Para o cara que tem a língua grande demais e a cabeça de menos, Edgar, parece que a única coisa que você possui, tá loco?

ATENÇÃO
ATENÇÃO
6 anos atrás

PRIVATIZEM AS ESTATAIS !!! – Deixará de gastar 60 bilhões para mante-las, ganhará 70 bilhões em sua privatização, acabará com negociatas em troca de empregos, melhorará a eficiência das empresas com pessoal técnico, diminuirá a corrupção e o povo deixará de pagar a conta da boa vida dos corruPTos….

Wendel Laurentino
Wendel Laurentino
6 anos atrás

Ele não é Major, é um Brigadeiro, posto bem mais alto na hierarquia militar, fiquem atentos ao escrever a matéria.

Berto Viu
Berto Viu
6 anos atrás

O Brasil deve se limitar à sua miserável condição de pais latino-americano e países latino americanos, em termos de tecnologia de defesa, estão tão avançados quanto índios de tribos ainda não descobertas da Amazônia. O destino dos países latino-americanos, em se tratando de defesa, é sempre esse, comprar por preços superfaturados, equipamentos que jamais dominarão, jamais usarão e sobre o qual fazem apenas uma vaga idéia de como é feito e de como funciona. Tem sido essa a opção dos povos latino-americanos, sempre ignorantes em ciência e tecnologia e eternamente afundados em sua corrupção, miserável estado de coisas que já dura 515 anos. São povos eternamente ineptos e incapazes, sem contar a corrupção avassaladora que os domina.

Luiz
Luiz
6 anos atrás

O Brasil é um país de terceiro mundo que nem consegue patrulhar suas fronteiras e nem o desmatamento na região norte! Nossas portas estão abertas e por elas entram drogas, armas e saem pedras preciosas, fauna, flora e etc. Deveríamos investir em nossa industria nacional comprando Super Tucanos para fazer este papel e parar de brincar de potência mundial com o dinheiro suado dos brasileiros. Mas político não tem senso de prioridade e urgência, a não ser que seja para rechear seus bolsos de dinheiro.

Pablo
Pablo
6 anos atrás

Embromation Petistaa! Nada mais que isso. Essa conversa já deu, assim como todas as outras, enquanto isso, essa turma está sugando o país até onde der. A realidade é só uma, não temos governo mas sim, uma organização criminosa e enroladora no poder.

Leonardo "Barba" Pina
6 anos atrás

Edgard, sem Defesa, não existe Nação para educar, prestar atendimento hospitalar/médico, etc… Há três décadas, o governo brasileiro investe menos do que um país com a área e os recursos naturais que o Brasil tem deve investir porque o governo teme que as Forças Armadas, com o poder adequado, retomem o poder através de um golpe de Estado. O governo deve dar atenção aos direitos básicos dos cidadãos, sem dúvida; mas, hoje, o que impede outra Nação de atacar militarmente o Brasil com certa possibilidade de êxito? Lembre-se que já fomos ameaçados de invasão militar caso a presidente Dilma Rousseff seja impedida…

Eduardo L. Abreu
Eduardo L. Abreu
6 anos atrás

É MAIS UM DOS RESULTADOS DA CORRUPÇÃO E TOTAL INCOMPETÊNCIA DO GOOVERNO DO PT, QUE DESTROI POSSIBILIDADES, PROMOVE O ATRASO, TIRA RECURSOS DE QUE OO PAÍS ESTÁ CARENTE PARA SUPRIR SUAS NECESSIDADES (NESTE CASO AS MILITARES, QUE ESTÃO SENDO EM ALGUNS CASOS PROPOSITALMENTE, NEGLICENCIADAS PELA CLASSE POLÍTICA E POR CERTOS IDEÓLOGOS QUE REALMENTE COMANDAM O BRASIL) PROMOVE O ATRASO EM VEZ DO AVANÇO TECNOLÓGICO E SUBMETE A NAÇÃO AOS CAPRICHOS DOS AMIGUINHOS DOS NOSSOS DONOS DO PODER, COMO MADURO, CRISTINA, CORREA E OS CASTRO, SEMPRE COM SUAS AMBIÇÕES DE TER PODER TOTAL SOBRE A AMÉRICA LATINA

Ricarshit
Ricarshit
6 anos atrás

Depois de mais de 10 anos de novela .O povo nao deveria deixar isso acontecer ,ja que soh um vagabundo rouba 1o vezes mais do que isso.

paulo
6 anos atrás

Major brigadeiro, é um oficial general de 3 estrelas, e major é um oficial superior entre capitão e tenente coronel, portanto vc deveria ter se referido a ele como major brigadeiro ou brigadeiro, e nao como major como vc fez

judson benedito brisolla franchi
judson benedito brisolla franchi
6 anos atrás

A proposta brasileira é de longo prazo, assim previsões embasadas na atualidade e/ou patamar político momentâneo não podem ser, de per si, tomadas como definitivas.
Embora hoje a palavra brasileira mais conhecida seja o termo petrobrás e como o assunto é avião, vocês já me entenderam, quando a ForçaAérea Brasileira foi criada após a guerra, um de seus primeiros atos foi a compra de navios, isso mesmo navios e navios tanque pois o Brasil não tinha nem produção de petróleo nem refinarias. Hoje apesar dos pesares a petrolífera brasileira ainda é uma das maiores empresas do mundo, todos concordam que a capacidade brasileira de emergir dfas crises é enorme, graças a Deus. O país tem produção de commodities em grande escala e diversificada e com melhor resolução da crise política (esta sim a verdadeira tragédia brasileira) a economia tem sua retomada e o potencial brasileiro é reestabelecido e aqui que é necessário forças compatíveis com a persuasão necessária para que o povo brasileiro tenha sua plena segurança garantida.
Também faz parte do bem estar nacional: escolas, hospitais, infraestrutura, ferrovias, portos, mobilidade urbana, etc.
O que o Brasil deve descartar é o político brasileiro, sórdido dejeto.

judson benedito brisolla franchi
judson benedito brisolla franchi
6 anos atrás

O plano de expandir a capacidade de interceptação da aviação de caça brasileira é programa de longo prazo (2.030 – 2.040) e não pode ser contextualizado somente por fatos momentâneos.
É indiscutível que os recursos naturais brasileiros enchem os olhos de muitos e para o bem estar nacional é necessário aparato militar compatível.
Mas também integra o bem estar nacional: as escolas, hospitais, infraestrutura, mobilidade, etc.
Desde já é bem descartável o sórdido dejeto embusteiro: o político brasileiro.

Acyr
6 anos atrás

Por que todo mundo quer que o Brasil tenha caças de 5ª geração? Só para poder se sentir morando em um país “forte”. Nada mais.
Na prática tais aeronaves por aqui seriam apenas luxo… um dispendioso luxo. Não teriam a menor utilidade. E sempre foi assim.
O Brasil não tem vizinhos belicosos contra si ou com desejos territoriais nele. Se tivesse, já teria sido invadido, pois desde os anos 80 já não temos mais uma Força-Aérea que sirva para guerras internacionais. Qualquer país expressivo da América Latina tem forças militares mais fortes que o Brasil e não seriam essas poucos caças que os intimidariam.

Mas, já que querem ter caças de 5ª geração (como se fossem lutar com super-potências) por que não querem também bombas nucleares e mísseis balísticos?

Johnny Pistol
6 anos atrás

Parece que não aprendemos ou então esse governo corrupto não é nemvum pouco sério. Onde vamos com esses caixões alados? Não teríamos a mínima chance frente a um VERDADEIRO caça…

Alfredo
Alfredo
6 anos atrás

Vai lá Dilma, já que tem bom relacionamento com o Kremlin comprem um lote de 550 MiG-21, deve ter uma pancada deles estacionados em toda Ásia, assim a tática é nossos caças virarem tiro ao alvo, cansar o invasor, e quem sabe em 2095 no FX-171, enfim a FAB ganha uma centena de caças de fato.

Previous Post
Basta apertar um botão e todos os passageiros podem ser salvos de um acidente (Youtube)

Engenheiro propõe cápsula de fuga para aviões comerciais

Next Post
O Super Tucano é o principal avião da FAB para o combate ao narcotráfico (FAB)

Líbano confima compra de seis Super Tucano

Related Posts
Total
3
Share