Futuro caça brasileiro, Gripen cai na Republica Tcheca

Avião da Força Aérea da Hungria se acidentou enquanto participava de exercício na República Tcheca; piloto e co-piloto conseguirem se ejetar e passam bem
Saab JAS 39 Gripen da Força Aérea da Hungria
Saab JAS 39 Gripen da Força Aérea da Hungria
Saab JAS 39 Gripen da Força Aérea da Hungria
Saab JAS 39 Gripen da Força Aérea da Hungria

Um caça modelo JAS 39D Gripen, a versão biposto do modelo, se acidentou nessa segunda-feira (19) na base aérea de Cáslav, na República Tcheca. O avião pertencia a Força Aérea da Hungria, que participa do exercício Lion Effort 2015, que reúne as forças aéreas europeias que possuem o Gripen, no caso República Tcheca, Hungria e Suécia.

Segundo informações da imprensa tcheca, o avião teve problemas no freio durante o pouso e deslizou para fora da pista, ficando totalmente destruído. Os tripulantes conseguiram se ejetar a tempo e passam bem. O acidente já está sendo investigado.

Este foi o sexto acidente envolvendo um Gripen e pela primeira vez com a versão de dois lugares. Outros incidentes aconteceram em 1989, 1993, 1999, 2005 e 2007.

Futuro caça da Força Aérea Brasileira, o Gripen será produzido no Brasil a partir de 2019 pela Embraer em parceria com o fabricante sueco Saab. Antes disso, em 2017 está programada a entrega dos primeiros aparelhos à FAB, que serão alugados e mais adiante substituídos pela versão nacional. Foram encomendados 36 aeronaves com a configuração NG, que será a mais avançada do modelo.

O avião acidentado ficou irrecuperável
O avião acidentado ficou irrecuperável

África do Sul e Tailândia são os outros países que já operam o Gripen. Em 2014, a Suíça realizou um referendo para a aquisição dos caças suecos, proposta que foi rejeitada pela população.

Total
1
Shares
0 0 votes
Article Rating
19 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
flavio
flavio
7 anos atrás

TODOS SABEM, QUE OS MELHORES CAÇAS SÃO OS RUSSOS, OS mig’S e os SU’s….
SE A DILMA OS COMPRASSE PODERIÁMOS COMEÇAR A PENSAR A FICAR INDEPENDENTE DOS eua….

Felipe
Felipe
7 anos atrás

O avião que caiu foi um Gripen da 1º geração. O que o Brasil comprou, chama-se Gripen NG e não começou a ser produzido, estando ainda na fase de testes.

Sandro
Sandro
7 anos atrás

Um péssimo começo. Faz surgir preocupação.Na verdade, o meu caça favorito era o F-18 Super Hornet, isto sim um caça no sentido estrito da palavra. Um caça de superioridade aérea, e não um caça tático, como me parece o Grippen.

ronaldo soriano
ronaldo soriano
7 anos atrás

O F-18 Super Hornet americano é o melhor de todos. a tecnologia americana é a melhor em questão de armamento. o resto é o resto….

Vagner Luiz
Vagner Luiz
7 anos atrás

Estes caças foram comprados dentro da da realidade brasileira.
o custo de manutenção de F 18 é muito alto, alem disso teriamos que adaptar pista dentre outras necessidades de infra estrutura. Isto tudo sem falar que os americanos não estavam dispostos a dividir a tecnologia com nosso pais, exigência esta, que estava bem clara no edital.

Flávio Tony
Flávio Tony
7 anos atrás

F-18 Super Hornet e caça de ataque terrestre, não caça de combate… quem domina os céus mesmo quando a fita vira campo de batalha é o F22Raptor.

cesar
7 anos atrás

O Brasil fêz um pésssimo negócio ao recusar os F-18 Americanos, superior em todos dos sentidos em relação ao Gripen, todos bem sabe que os caças americanos são os mais avançados e superiores nos céus do mundo. Na atualidade os F-22 Raptor ou o F-35 são águias da fôrça áerea americana.

Pedro
Pedro
7 anos atrás

OS RUSSO são os melhores, é indiscutivel!!! A Russia si dispôs a fabricar junto com o Brasil o seu novo caça … o T-50 … geração 5.
Sem falar do SU-35 e o SU-47 que são absurdos!!! F-18 certamente ficar atrás.
O grande lance dos Russo não entrarem forte na disputa … era que os EUA não queria o Brasil com equipamentos iquais ou superiores aos seus!!! Isso é fato.

roger
7 anos atrás

todos muitos entendidos no assunto, aliás, brasileiros, como sempre, palpitam em tudo…… e vivem uma merda de realidade!

Tufão
Tufão
7 anos atrás

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

SEBASTIAN
SEBASTIAN
7 anos atrás

Brasil não tem condição de ter caça Americano, não. Não o velho e bom F15 não entra aqui. Esse Grippen foi uma saída que o governo daqui achou para enquadrar nas condições brasileiras. O que temos muito aqui é soja, arroz, milho e um pouco de feijão. Russia, EUA, França, têm a melhor tecnologia deste tipo…. mas cá entre nós: vamos deixa-los vender lá pro Oriente Médio a troco de petróleo pois nossa moeda é fraquiiiinha pra isso!

Andre
Andre
7 anos atrás

Não acredito que até aqui se encontra babaca defendendo Russia, comunismo, vermelhos, etc! Dizer que os melhores caças do mundo são os russos e não os americanos; é idiotice grotesca!

Profesor Souza
Profesor Souza
7 anos atrás

Caro Flavio, o seu conhecimento em aviação é espantosamente pífio, o pior que vc comenta com uma certeza incrível, fique certo que atualmente quem manda nos céus é uma águia chamada F-35 Lightning II, um caça americano terrível fabricado pela maior empresa de armamento do mundo chamada Lockheed Martin. Necessita de apenas alguns metros para decolar e pousa na vertical, voa a mais de 1900 Km p/h, além dos mísseis que carrega, tem compartimento de bombas, é praticamente invisível aos radares e além de ser super sônico, se comporta como um caça de maneabilidade fora do comum.

Bruno
Bruno
7 anos atrás

Fico impressionado como aqui Brasil (principalmente nos comentários) há especialistas em aviação militar.

Até um leigo em aviação, com uma pesquisa simples no Google, sabe que o melhor caça envolvido na disputa era o Dassault Rafale. Mas o custo de manutenção o tornou inviável. Infelizmente.

Edison
7 anos atrás

Se este pessoal que comenta estas notícias entende tanto de avião como sabe português, esqueçam os comentários…rsrsrs

Francisco AMX
Francisco AMX
7 anos atrás

hum… olá, sou “novo” por aqui… primeiro comentário… Olha, o Brasil, FAB comprou este “risco”… quer dizer… projeto… ops… papel… ah… avião? por muitas razões, menos a lógica e o bom negócio… estes passaram longe! este avião nunca ficou totalmente pronto, minha opinião, pois é tanta modificação e enjambre que nem conta se dá… recentemente uma publicação sueca deu conta de vários problemas que limitam os Gripens C/D da FAS… Vamos assumir um risco brutal com esta “promessa” que nunca se realiza! este avião não deveria custar mais que 50 milhões, mesmo em sua versão prometida, ainda fica atrás, em desempenho aeronáutico ao F-16B50/52… e tem um custo de manutenção superior a este! falhou feio nos testes Suiços, com relatório da FA Suiça o colocando abaixo do desempenho do avião que ele deveria substituir: o F-18C Legacy… porém a FAB aceitou pagar mais de 150milhões USD por este avião! que nem protótipo tem, e muito menos preço definido, ou seja… virão mais petardos por aí…

Sobre os Aviões Russos serem os melhores… a controvérsia… e muitas…
Sobre o F-35 “ser”… em primeiro lugar, ainda o estão testando, não está operacional de fato, ainda há muita água… porém não duvido que se torne o mais eficiente caça para cenários de alta intensidade do mundo, logo logo… Mas, hoje, pronto, em serviço ativo, o Rafale é o caça mais completo e capaz, o que teria melhor chance de sobrevivência em combate devido aos pontos fundamentais: baixo RCS, grande manobrabilidade, armas top, radar AESA, sistema de interface-homem de última geração, integrando todo conjunto de defesa (SPECTRA) com os sensores ativos e passivos + OSF (sensor IR) que pode vetorar um missil BVR IR (único IR no mundo a atingir estas distãncias) a mais de 40km de distância… com NEZ de 35KM…e, dentro do espectro de 20/30km o Mica, que tem TVC, é um míssil 99,9% mortal!… além disso, em 1/2 anos, o Meteor deve estar plenamente funcional nos Rafales, integrado já está, basta comprar…
Sobre o SH ser o melhor, seria o melhor negócio para nós, mas não o melhor avião de combate…

Francisco AMX
Francisco AMX
7 anos atrás

Professor Souza, Super trunfo não vale! as “qualidades” que o Sr. coloca no F-35 estão maximizadas aos extremo… como velocidade, por exemplo…e manobrabilidade, se ficar igual a um F-16, que já é bem bom, já estará ótimo… porém estaria maximizando novamente… a qualidade do F-35 não está nos meios convencionais, se ele depender disso, perderá sua superioridade e, dependendo do adversário, ficaria até em desvantagem… de mais a mais nem todos os F-35 são V/STOL, e esta capacidade, no mundo “prático” da guerra, são capacidades secundárias para a missão… muitas vezes nem são utilizadas… nenhum F-35 pode decolar verticalmente com metade de suas capacidades de payload… diria que 1/3 já seria complicado…

Elenilson
Elenilson
7 anos atrás

Gostei deste francisco AMX. O cara manja dos paranauê, não é que nem essa turminha que nem português sabe escrever!

Marcelo Marinho A Z
Marcelo Marinho A Z
6 anos atrás

A tradição Sovietica sempre foi de armamentos poderosos com números compatíveis com armamentos armaricanos e dos países da Europa em geral, mas em combate intenso exigiriam uma manutenção absurdamente maior e mais frequente, tipo horas de utilização de turbinas para revisão, não sou especialista apenas curioso, mas ouvi isso algumas vezes na vida de um primo que é piloto e comandante de abiaviação civil, mas uma vez me relatou que uma turbina de Um F 18 pode voar uma quantidade de horas algumas vezes mais que a de um Sukoy ….este Gripen me parece um jato militar na fase final de carreira que recebeu um super combo tecnológico, autonomia e capacidade de armamento que se funcionar bem talvez seja muito eficiente em termos de América do Sul

Previous Post
O Concorde podia voar entre Paris e Nova York em apenas três horas (Air France)

Primeiro voo do Concorde completa 40 anos

Next Post
Os voos da Aeroparacas custam US$ 70

Voando sobre as Linhas de Nazca

Related Posts
Total
1
Share