Galeria: Conheça os aviões de chefes de estados

Aeronaves para transporte de governantes são versões executivas de jatos comerciais
O Jumbo que transporta Obaba é o avião presidencial mais avançado do mundo (divulgação)
O Jumbo que transporta Obaba é o avião presidencial mais avançado do mundo (divulgação)

Primeiros-ministros, sultões e presidentes viajam com suas comitivas quase sempre em aeronaves fretadas ou então de sua própria frota. Nesses casos, esses aviões são como gabinetes políticos voadores, equipados com equipamentos de comunicação via satélite e, dependendo da nação, pode conter até recursos de combate, como disseminadores de “iscas” de mísseis e sistemas que enganam radares em solo e dificultam sua detecção.

A mais emblemática dessas aeronaves é o “Air Force One”, o avião presidencial dos Estados Unidos, um Boeing 747-200. O modelo usado pelo EUA pode, por exemplo, reabastecer em voo e permanecer voando por quatro dias. Além disso, o 747 que transporta o presidente Barack Obama e sua comitiva sempre voa escoltado por caças.

O Brasil também possui uma frota executiva para transportar comitivas de políticos. O principal aparelho é o “FAB VC1A”, um Airbus A319CJ. Adquirido em 2005 pelo governo Lula, a aeronave avaliada em R$ 150 milhões na época da compra, transporta até 55 passageiros e por ter o compartimento de carga reduzido leva mais combustível. Por isso, seu alcance passa dos 8.000 km, o que permite voar de Brasília (DF) até Washington sem escalas.

O avião presidencial do Brasil é chamado de “Santos Dumont”, mas ficou conhecido mesmo pelo apelido “Aerolula”. O VC1A foi adquirido para substituir a antiga aeronave que cumpria essa função, um Boeing 707 comprado durante o governo Sarney. Devido a uma série de problemas que apresentou ao longo de sua carreira, o modelo ficou conhecido como “Sucatão” – havia também um 737 presidencial, o “Sucatinha”.

A exemplo do Jumbo usado nos EUA, o avião que transporta a presidente Dilma Roussef também possui equipamentos de uso militar para lidar com ameaças de instabilidade ou mesmo em situações de conflito armado.

Segundo o Ministério da Defesa, ao usar a próprio aeronave, o país economiza até 50% com viagens oficiais. Se precisasse fretar aviões executivos, o custo seria de R$ 5,2 milhões por ano.

Veja mais: Aeroporto na Índia é o primeiro a gerar 100% da própria eletricidade

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
13 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Daniel
6 anos atrás

Belas fotos. A legenda do avião presidencial da Rússia está equivocada: não se trata de um Ilyushin Il-76, mas de um Ilyushin Il-96-300. Abç.

ricardo garcia
ricardo garcia
6 anos atrás

ola Thiago, parabéns pelo site muito interessante

apenas um questionamento por que somente a aeronave do BRASIL

você mencionou o valor ?

alguma questão partidária da sua parte….

dionisiogonzalez40@hotmail.com
6 anos atrás

O presidente de Uruguay viaja em aviôes comerciais, classe turista.
O prefeito de Montevideu anda de bicicleta assim como seus secretários.
Alejandro

Helder Felipe
Helder Felipe
6 anos atrás

A Foto da aeronave brasileira está desatualizada. Pesquise VC-1. Ele está com nova pintura, acrescentaram o Brasão da República, O distintivo do Grupo de Transporte especial.. e as faixas em verde e amarelo na fuselagem, e o emblema do estabilizador vertical brasileiro nas mesmas cores…

Roberto
Roberto
6 anos atrás

A foto em questão, do governo de Omã, é um AIrbus A 320 e não Airbus A319 conforme mencionado.
Detalhes devem ser levados em consideração, como a saída de emergência próximo as duas semi-asas.
A 319 possui uma saída de emergência em “cada semi-asa”
A 320 possui duas saídas de emergências em “cada semi-asa”,
É requisito de regulamento das autoridades aeronáuticas.

Helder Pinto
Helder Pinto
6 anos atrás

Queria saber quanto custou os demais aviões.
Acho que vi preço só no do Brasil.

Cf
Cf
6 anos atrás

O avião presidencial do Brasil é um Airbus do mesmo modelo usado pela Bolivia. Custou 56,7 milhões de dólares ao País para servir ao então presidente Lula. Uma fortuna. E antes dele, havia um bem ultrapassado, um Boeing 707 convenientemente chamado de “Sucatão”.

Danillo
Danillo
6 anos atrás

Porque ninguém mostra as fotos do 2101 – VC01 de 2004 a 2006, quando ele foi comprado como NOVO? A própria foto da matéria mostra o mesmo com o registro alemão, que foi seu segundo registro.

Hélio
Hélio
6 anos atrás

O avião presidencial do Equador não em um EMB-145 e sim um jato executivo Legacy-650. Grato!

Carlos Passos
Carlos Passos
5 anos atrás

Muito boa as informações….

Bruno
Bruno
4 anos atrás

Pq a aeronave oficial do Presidente do Brasil não é um EMBRAER?

José ferreira
José ferreira
4 anos atrás

Parabéns pelas matérias! Como ex milico da FAB em BSA década de 70 tenho a curiosidade de saber que fim levou os antigos jatos executivos HS usados pelos ministros? Era um jatinho com 2 turbinas na parte traseira da fuselagem tipo os antigos 727.

Marcio
Marcio
4 anos atrás

(creative commons) o que significa isso

Previous Post
Os painéis solares do aeroporto indiano geram 12 megawatts, o suficiente para abastecer 10 mil casas (Foto - CIAL)

Aeroporto na Índia é o primeiro a operar 100% com energia solar

Next Post
O 777X terá consumo e custos operacionais mais baixos (Boeing)

Boeing anuncia novo jato 777X para 2020

Related Posts