Hungria vai atualizar seus caças Gripen

Saab instalará novo pacote de aviônicos nos 14 aviões da Força Aérea da Hungria, que opera as aeronaves desde 2001 por meio de leasing
É o segundo acidente com um caça Gripen da Hungria em menos de um mês (Foto -Pablo Ignacio Blanco)
Caça Gripen da Hungria (Foto -Pablo Ignacio Blanco)

A Hungria e a Suécia acertaram um acordo de atualização dos caças Gripen C/D utilzados pela força aérea da primeira e que estão em serviço desde 2005 por meio de um contrato de leasing.

Segundo revelou a Saab, que fará o trabalho, os 14 caças serão atualizados para o padrão MS20 Block 2 que consiste em diversos aprimoramentos.

“A capacidade dos sensores está sendo aprimorada por uma atualização de radar para o PS-05/A Mk 4, o que significa que o alcance de rastreamento de alvo ar-ar, bem como o desempenho, aumenta significativamente. Alvos aéreos, melhor supressão de contramedidas e traz potencial para desenvolvimentos futuros nos modos ar-ar e ar-solo”, explicou a fabricante.

Os Gripen Block 2 também contarão com novas capacidade de comunicação por conta da modernização do Link16 (data link da OTAN) além da instalação do sistema de identificação ‘Amigo ou Inimigo’ (IFF) Modo 5 da OTAN.

Os caças da Força Aérea da Hungria terão seu poderio militar ampliado ao serem capazes de carregar mísseis IRIS-T, bombas guiadas a laser GBU-49 e mísseis guiados por radar de longo alcance BVRAAM, entre outros.

“Graças à modernização da aeronave Gripen húngara, as capacidades operacionais da Força Aérea Húngara serão significativamente aumentadas. Nossa equipe apreciou uma cooperação próxima e frutífera com o parceiro sueco neste projeto específico de modernização, bem como a cooperação durante os 15 anos em que operamos aeronaves Gripen”, disse o major-general Nandor Kilian, inspetor da Força Aérea da Hungria.

A Hungria foi o terceiro país a operar o Gripen, após a Suécia e a República Tcheca.

Total
42
Shares
Previous Post

Maior drone brasileiro, Atobá fará aparição pública pela primeira vez

Next Post
O KC-390 deve estrear com a Força Aérea Brasileira em meados de 2018 (FAB)

Embraer vende fábricas em Portugal para empresa espanhola

Related Posts