Jato executivo Dassault Falcon 6X completa primeiro voo

Aeronave foi desenvolvida a partir do problemático Falcon 5X
Dassault Falcon 6X

O novo jato executivo de longo alcance Falcon 6X da Dassault Aviation executou seu primeiro voo em Mérignac, na França, na quarta-feira (10). A fabricante dedicou o teste ao piloto, político e herdeiro da empresa, Olivier Dassault, que morreu em 7 de março num acidente de helicóptero.

Segundo a Dassault, o voo inaugural durou 2,5 horas e o jato alcançou 987 km/h (Mach 0,8) a 40.000 pés (12.192 metros) de altitude. O teste inclui analises dos comandos do jato, as respostas dos motores e o manuseio de sistemas críticos da aeronave. A fabricante francesa ainda está construindo mais dois protótipos Falcon 6X, que devem decolar nos próximos meses.

“O 6X voou exatamente como previsto por nossos modelos. Do ponto de vista do piloto, ele voa como um Falcon, ou seja, com manuseio perfeito e preciso em todas as fases do voo”, disse Bruno Ferry, piloto de testes da Dassault que comandou o voo inaugural do Falcon 6X.

“O voo de hoje é outro marco na história da Dassault, tornado ainda mais satisfatório pelos esforços notáveis ​​de toda a organização Dassault e seus parceiros durante o ano passado desafiador”, disse o presidente e CEO da Dassault Aviation, Eric Trappier. “Dedicamos a conquista de hoje a Olivier Dassault, que morreu tragicamente no domingo”, continuou Trappier. “Olivier era um piloto Falcon que personificava perfeitamente a paixão ilimitada de sua família pela aviação.”

Recomeço

A Dassault lançou o Falcon 6X em fevereiro de 2018, depois de cancelar o programa de desenvolvimento do Falcon 5X. O modelo chegou a voar, mas acabou descartado pela fabricante devido aos problemas com o motor turbofan Silvercrest de 12.000 libras de empuxo fornecido pela francesa Safran.

Na mudança para o 6X, a Dassault decidiu usar o motor Pratt & Whitney PW812D de 14.000 libras de empuxo fabricados no Canadá e que já tem eficiência comprovada. Outras versões desse propulsor são utilizadas, por exemplo, nos jatos executivos G500 e G600 da Gulfstream.

O Falcon 5X foi apresentado pela Dassault em junho de 2015 e somente agora voou (Dassault Aviation)
Cancelado: o Falcon 5X foi apresentado pela Dassault em junho de 2015 (Dassault Aviation)


A troca de motor também aumentou as projeções sobre o desempenho da aeronave. Com os turbofans da Safran, o jato teria alcance de 9.600 km e agora, com os Pratt & Whitney, esse número saltou para 10.200 km. A mudança do conjunto propulsor também exigiu alterações no tamanho da fuselagem e na envergadura das asas, que ficaram ligeiramente maiores, e o peso máximo de decolagem do jato subiu de 31.570 kg para 35.135 kg, devido ao aumento na capacidade de combustível. Por outro lado, o preço do avião não mudou e se mantém em US$ 47 milhões.

Total
0
Shares
Previous Post
Embraer Bandeirante - Força Aérea Brasileira

“Projeto CL-X3” definirá o novo cargueiro leve da FAB

Next Post
Tupolev Tu-160M

Força aérea russa recebe primeiro “porta-mísseis” Tu-160M modernizado

Related Posts