Marinha da Alemanha receberá cinco jatos P-8 Poseidon da Boeing

Jato de vigilância marítima é baseado no 737-800NG e irá substituir os velhos turboélices P-3C Orion utilizados pelo país europeu
A Alemanha será o 8º país a operar o avião de patrulhamento marítimo baseado no 737 (Boeing)

Como já era esperado, a Boeing irá fornecer cinco jatos P-8A Poseidon para a Marinha da Alemanha. O Ministério da Defesa da nação europeia assinou uma carta de aceitação das aeronaves de patrulhamento marítimo nesta quarta-feira, 30, informou a fabricante dos EUA.

A aeronave, baseada no jato de passageiros 737-800NG, substituirá oito turboélices P-3C Orion que estão no fim da vida útil. Esses aviões foram repassados pela Holanda e substituíram os turboélices Bréguet Atlantic em 2005.

“A Boeing tem a honra de fornecer à Alemanha a aeronave de vigilância marítima mais capaz do mundo”, disse Michael Hostetter, vice-presidente de Defesa, Espaço e Segurança da Boeing na Alemanha. “Continuaremos a trabalhar com o governo dos EUA, o governo alemão e a indústria para estabelecer um pacote robusto de suporte que garantirá que a frota P-8A da Marinha alemã esteja pronta para a missão”.

Além das empresas Aljo Aluminum-Bau Jonischeit GmbH and Nord-Micro GmbH que já participavam do programa, a Boeing fechou um acordo recentemente com a Lufthansa Technik e a ESG Elektroniksystem-und Logistik-GmbH para oferecer suporte e treinamento das aeronaves na Alemanha.

P-3C Orion da Marinha da Alemanha (Marine)

Programa MAWS

O anúncio da venda por meio do “Processo de Vendas Militares Estrangeiras (FMS em inglês)” do governo dos EUA frustra os esforços da França em manter sua parceria com os alemães no programa MAWS (Maritime Airborne Warfare System) que contempla o desenvolvimento de uma aeronave de vigilância marítima multimissão baseada no A320neo.

Embora o acordo entre os dois países ainda esteja valendo, a introdução do moderno P-8A pode fazer com que a Marinha alemã não tenha tanta pressa em contar com a futura aeronave.

Meses atrás, o governo francês fez uma proposta de venda de quatro turboélices ATL 2 usados pela marinha do país, mas a Alemanha teria considerado esses aviões também desatualizados, embora tenham recebido novos aviônicos.

Com a Alemanha, já são oito países clientes do P-8A Poseidon: Estados Unidos, Austrália, Índia, Reino Unido, Noruega, Coréia e Nova Zelândia.

Total
14
Shares
Previous Post

Itapemirim estreia em mercado que perdeu 16 empresas aéreas na última década

Next Post

Suíça escolhe o F-35A como seu novo caça

Related Posts