Projeto de lei quer autorizar porte de arma para pilotos

Medida visa a segurança de tripulações e passageiros que voam em regiões ermas do Brasil
Deputado afirma que porte de arma para pilotos pode aumentar a segurança de operações aéreas em regiões isoladas (Thiago Vinholes)
Deputado afirma que porte de arma para pilotos pode aumentar a segurança de operações aéreas em regiões isoladas (Thiago Vinholes)
Deputado afirma que porte de arma para pilotos pode aumentar a segurança de operações aéreas em regiões isoladas (Thiago Vinholes)
Porte de arma para pilotos pode aumentar a segurança de operações aéreas em regiões isoladas (Thiago Vinholes)

O Deputado Federal Vicentinho Júnior (PR/TO) apresentou nessa terça-feira (15), na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei n. 8287/2017, que autoriza o porte de arma de fogo aos pilotos comandantes de aeronaves.

Como explica o texto sobre a projeto de lei, a medida servirá para que os passageiros e a tripulação tenham mais segurança durante os voos, já que as atividades exercidas pelos pilotos vão além do transporte aéreo regular, sendo que muitos o fazem em locais ermos e sem a possibilidade de contar com qualquer apoio em eventuais situações de risco.

Vicentinho Júnior destaca que várias vezes aconteceram nas regiões amazônicas, dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, zonas de fronteiras, na aviação agrícola, casos de sequestros de pilotos, desaparecimentos, assaltos, e outras violências e ameaças.

A proposta estabelece, ainda, que o porte do comandante terá validade em todo o território nacional e que a autorização estará condicionada aos demais requisitos dispostos no Estatuto do Desarmamento.

Para aprovação, a medida ainda precisa ser aprovada com maioria absoluta em votação na Câmara dos Deputados e, em seguida, pelo Senado Federal.

Veja mais: Você entende o “avionês” falado por pilotos e funcionários de aeroportos?

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
eysler
eysler
4 anos atrás

Tanta gente morrendo aqui fora e este politico vai solicitar porte de arma para tripulação de avião, já pensou distribuir tiros na alturas, chegamos a conclusão que politico só tem cabeça para corrupção.

Cmte Oliveira
Cmte Oliveira
4 anos atrás

Amigo Eysler, a idéia nao é essa. vc está equivocado.
Procure do GOOGLE ou G1 noticias sobre sequestro de pilotos. Nós que voamos a lugares ermos, onde não tem nenhuma segurança é que sabemos o que ocorre. Avião é muito visado e em décadas passadas isso era autorizado. Essa defesa é em chão e não em voos (aeronaves em grandes altitudes) que poderia dar problemas. Nossa causa é justa. Há dois meses um colega foi sequestrado no Pantanal ao pousar e ai vai. todo mês tem episóodios que voce e outros nao ficam sabendo Abraço, fica com Deus.

Jean Renato Santoni
Jean Renato Santoni
4 anos atrás

Boa tarde a todos eu juntamente com outros comandantes após o mais recente caso de roubo de aeronave, acompanhado do sequestro do piloto, e recentemente foram muitos casos. Tomamos a iniciativa de criar um grupo de wattsapp e esse grupo tomou força e chegou até a mesa do #DeputadoVicentinhoJr que entendeu os anseios da classe e aceitou o fardo de levar este assunto até seus pares. Antes de qualquer coisa devo apresentar aos que não conhecem que a aviação geral (particular, táxi aéreo, agrícola e de instrução) do Brasil é a segunda maior do mundo, tendo hoje cerca de 25 mil pilotos com licenças válidas, e desse total apenas 30% trabalha na aviação regular (linhas aéreas) deste percentual de pilotos a grande maioria exerce suas atividades em pequenos aeródromos, bem distante dos grandes aeroportos e dos sistemas de segurança por eles oferecidos, e mesmo nesses grandes aeroportos a maior parte do acesso à aviação geral se dá por meio de hangares, e esses por sua vez não contam com os mesmo rigores de segurança dos terminais de passageiros da aviação geral. Nós pilotos, para obtermos e mantermos válidas nossas habilitação passamos por um rigoroso processo, é que se repete anualmente, nesse processo um dos requisitos é exame psiquiátrico, nenhum piloto comercial obtém sua licença sem Ensino Médio completo. Portanto assim como outras categorias de profissionais, temos uma justificativa plausível e temos capacitação para tal. Com certeza existem muitos outros problemas no País, até mesmo na aviação, mas nosso movimento é sério, justificável, e teve o apoio de alguns deputados. Que dão acesso a população levar seus anseios, basta que procurem os meios. Nós pilotos não tratamos por primordial, porém vemos grande necessidade que esse projeto de lei seja aprovado. E esperamos a compreensão das pessoas que não conhecem os riscos do cotidiano que respeitem os anseios da classe.

Previous Post
O Super Tucano está exposto no jardim do Museu da Casa Brasileira (Thiago Vinholes)

Exposição Design na Aviação Brasileira entra na reta final

Next Post
O jato "Musicolors" é o mesmo avião que carregou a pintura dos grafiteiros OsGemeos (Gol)

Avião da Gol ganha pintura especial do Rock in Rio

Related Posts