Aeroportos brasileiros podem adotar catraca automática

Barreira eletrônica permite fluxo de passageiros até quatro vezes mais rápido
A barreira eletrônica permite um fluxo quatro vezes mais rápido de pessoas em relação ao método manual (Divulgação)
A barreira eletrônica permite um fluxo quatro vezes mais rápido que o método manual (Divulgação)

A Magnetic Autocontrol, empresa alemã especializada em sistemas de controle de acesso de pedestres e veículos, uniu-se a Scan Brazil Consulting, que elabora softwares para o setor aeronáutico, para oferecer sistemas de embarque automatizado em aeroportos no Brasil.

O equipamento é uma barreira eletrônica que permite reduzir filas e falhas em zonas de embarque. De acordo com a Magnetic, o sistema permite um fluxo de até 40 pessoas por minuto, contra apenas 10 do método manual, usado em todos os aeroportos brasileiros.

Como explica a empresa, para atravessar a barreira basta aproximar o bilhete de embarque na catraca e o acesso é liberado. O equipamento ainda possui sensores que impedem a entrada de duas pessoas com o mesmo cartão e também conta com dispositivos de segurança para evitar um fechamento acidental, considerando a passagem de crianças e bagagem de mão.

“O bloqueio Magnetic Autocontrol é ideal pela confiança de uma barreira ágil, precisa, com baixa manutenção e consumo de energia”, diz Fernando Prado, gerente comercial da Scan Brazil Consulting.

Segundo a empresa alemã, o equipamento suporta a passagem de até 10 milhões de pessoas sem necessidade de manutenção.

Em contato com o Airway, a Magnetic afirmou que já está em fase de negociações para instalação das catracas automatizadas em um “grande aeroporto” do Brasil, sem revelar maiores detalhes.

A barreira eletrônica da Magnetic é utilizada, por exemplo, nas estações de metrô da linha amarela, em São Paulo (SP).

Veja mais: Aeroporto de Guarulhos vai ganhar “megaloja” de free shop

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Julio Cordeiro
Julio Cordeiro
5 anos atrás

Passei por uma parecida, se não essa, em Guarulhos terça-feira passada, voo doméstico.

Previous Post
Nunca se fabricou tantos aviões como durante a Segunda Guerra Mundial

As aeronaves mais produzidas na história da aviação

Next Post
A Embraer mais que dobrou o tamanho de sua fábrica nos EUA (Embraer)

Embraer inaugura nova linha de montagem nos EUA

Related Posts