Aeroporto de Guarulhos anuncia mega loja de free shop

Megastore com 2,3 mil metros quadrados da Dufry Shopping será instalada no Terminal 2
A Dufry vai ocupar uma área de 13,6 mil metros quadrados no Aeroporto de Guarulhos (Divulgação)
A Dufry vai ocupar uma área de 13,6 mil metros quadrados no Aeroporto de Guarulhos (Divulgação)

O Aeroporto Internacional de São Paulo e a rede Dufry assinaram um acordo que prevê aumento de 2.320 m² de área de vendas, que será utilizada para a abertura de uma “megastore” Dufry Shopping no Terminal 2 e lojas last minute (última oportunidade de compra em lojas Dufry, antes de embarcar na aeronave). Além disso, o contrato estende a operação de estabelecimentos de duty free e duty paid nos Terminais 2 e 3 do aeroporto até 2032.

As novas áreas, que já correspondem a 50% de ocupação da novo espaço comercial do Terminal 2, devem ser inauguradas ainda em 2016. Assim, a Dufry irá operar 16 lojas duty paid. “Estamos felizes em contar com a Dufry para implantar a nossa nova estratégia de varejo, com foco em parceiros com grande capacidade financeira para investir no aeroporto, além de proporcionar um novo mix de produtos de qualidade e melhorando a experiência dos nossos passageiros”, ressalta o presidente do GRU Airport, Gustavo Figueiredo.

Com atualização, a operação da Dufry no GRU Airport passa de passa de 11 mil m2 para cerca de 13,6 mil m2, um aumento de 23,6%.

Atualmente existem 26 lojas de duty free no aeroporto de Guarulhos: 22 lojas no Terminal 3 e 4 lojas no Terminal 2. A principal área está localizada no Terminal 3 e ocupa aproximadamente 7.500 m², sendo composta por 2 lojas de varejo de viagem em geral nas áreas de embarque e desembarque, incluindo uma das maiores lojas walk-through da Dufry no mundo com 4.350 m², e 18 lojas de grife com marcas famosas, como Polo Ralph Lauren, Hugo Boss, Montblanc e Victoria’s Secret.

Esperando e gastando dinheiro

Duty-free shops ou free shops são lojas localizadas no interior de salas de embarque e desembarque internacionais de aeroportos onde produtos são vendidos com isenção ou redução de impostos.

Os free shops também ocupam a zona internacional de portos e em navios de passageiros e balsas com destino internacional. Esses estabelecimento ainda podem ser encontrados espalhados por cidades ou zonas de fronteiras terrestres.

No Brasil, os free shops são comércios permitidos como forma de concessão pelas administradoras de portos e aeroportos, e devem seguir à risca as regras que regulamenta o funcionamento de lojas francas em terminais aéreos e marítimos do país.

Durante mais de 20 anos a principal empresa no Brasil a explorar esse serviço foi a Brasif, que em 2006 foi vendida ao grupo suíço Dufry, que é a maior empresa desse gênero no mundo, presente em mais de 30 países.

Veja mais: Os céus mais congestionados do Brasil

Total
0
Shares
Previous Post
O exército militar Olimpex simula mais de 100 situações (FAB)

Militares treinam estratégias de defesa aérea para as Olimpíadas

Next Post
O interior Kyoto Airship foi criado com ajuda do designer de super-iates Patrick Knowles (Embraer)

Embraer apresenta conceito de jato executivo com “teto solar”

Related Posts