Airbus deve lançar A350 cargueiro no segundo semestre

Versão dedicada para transporte de carga do widebody será oferecida aos potenciais clientes a partir de julho como uma alternativa ao Boeing 777F, diz site
O Airbus A350-900 é avaliado em cerca de US$ 308 milhões (Airbus)
O Airbus A350-900 deve servir de base para o cargueiro dedicado (Airbus)

Após um longo estudo, a Airbus estaria prestes a lançar o A350F, uma versão dedicada à carga do seu mais moderno jato de longo alcance.

Segundo a Bloomberg, a fabricante europeia começará a oferecer a aeronave aos seus clientes em julho, com um lançamento oficial até o final do ano.

A ofensiva da Airbus teria sido motivada pelo fato que a carga aérea tem passado por um crescimento vigoroso, sobretudo por conta do aumento do e-commerce. Este por sua vez ganhou impulso durante a pandemia do Covid-19.

Nesse cenário, a empresa tem ficado em desvantagem em relação à Boeing, que possui vários modelos cargueiros como o 767-300F, 747-8F e o 777F. É justamente o “triple-seven” o principal alvo do suposto A350F.

A atual geração do cargueiro terá de ser atualizada até 2028 por conta de restrições ambientais, fazendo com que a Boeing precise decidir se lançará de fato um 777X-F.

A recente pressão da Qatar Airways por uma variante cargueira do 777X pode ser lida como um movimento em favor do A350F, já que a companhia aérea também considera a aeronave da Airbus em seus estudos.

No ano passado, a Asiana converteu alguns A350 para carga de forma provisória (Airbus)

Baseado no A350-900

O A350 cargueiro será baseado no A350-900, segundo fontes ouvidas pela Bloomberg. No entanto, será um pouco mais longo, possivelmente para aproveitar o espaço interno para acomodar mais containers.

O 777F possui um peso máximo de decolagem de quase 350 toneladas enquanto o A350-900 tem apenas 280 toneladas. Uma variante cargueira, no entanto, seria reforçada para transportar mais carga paga.

O jato da Boeing possui um compartimento principal com 518 m³ de volume capaz de transportar 27 pallets padrão, além do espaço no porão de cargas, O 77F oferece uma capacidade de carga paga de 103 toneladas.

Portanto, não seria difícil para a Airbus superar esses números e ainda oferece um alcance maior graças ao projeto mais moderno do A350. Mas certamente, o A350F terá como rival um novo 777F, possivelmente baseado no 777-8, com grande alcance e maior capacidade de carga.

Boeing 777F: capacidade para transportar até 103 toneladas de carga (DHL)

Vantagem para a Boeing

A entrada em serviço desses hipotéticos cargueiros de grande capacidade pode ocorrer por volta de 2025 ou 2026 caso os programas sejam lançados de fato em breve.

A Boeing, no entanto, sairia na frente graças à semelhança entre as duas gerações do 777 e o fato de que a empresa possui uma carteira bem mais recheada de clientes nesse segmento.

Até hoje, a Boeing acumula 277 pedidos firmes do 777F enquanto a Airbus obteve apenas 38 encomendas do A330F, seu único cargueiro dedicado.

Total
39
Shares
Previous Post
(ATR)

Gol compra a companhia aérea regional MAP

Next Post

United pode anunciar pedido de 200 jatos da Airbus e Boeing

Related Posts