Airbus entrega primeiro A330-300 VIP do mundo

ACJ330-300 foi recebido pela K5-Aviation, da Alemanha, maior operador dos ACJ da Airbus na Europa. Aeronave havia sido fabricada originalmente para a Hong Kong Airlines
O ACJ330-300, da K5-Aviation (Airbus)

A Airbus conseguiu destinar um dos últimos A330-300 fabricados e não entregues para a empresa K5-Aviation, da Alemanha. Para isso, o widebody foi convertido para o padrão ACJ330-300, sendo o primeiro do modelo destinado à aviação executiva.

Até hoje apenas versões VIP do A330-200 haviam sido produzidas, para uso civil e de governos. O ACJ330-300 foi encomendado em 2021 e passará agora por uma reconfiguração feita pela Fokker Techniek.

A aeronave terá uma cabine VIP com 243 m² e poderá voar sem escalas por até 16.000 km ou cerca de 18,5 horas de voo.

A Hong Kong Airlines deveria ter recebido o A330 número de série 1907 (Airbus)

O A330-300 entregue à K5-Aviation foi fabricado originalmente para a Hong Kong Airlines. Mas a companhia aérea, em grave crise financeira, não os recebeu.

Com o número de série 1907, o A330-300 voou pela primeira vez em novembro de 2018 e chegou a receber a pintura da Hong Kong Airlines.

Segundo o relatório de encomendas e entregas da Airbus de janeiro de 2022, existem ainda 12 A330-300 pendentes de entrega. Quatro dos aviões são associados a clientes não revelados e oito para a empresa de leasing CASC, da China, e da qual fazem parte as aeronaves que seriam recebidas pela Hong Kong Airlines.

O A330-300 entrou em serviço em 1994 e o último modelo de passageiros foi entregue há dois anos (Aero Icarus)

Apesar da quantidade significativa, nenhum novo A330-300 deverá sair da linha de montagem da Airbus, que só produz versões governamentais ou militares como o A330 MRTT.

O último A330-300 de passageiros foi entregue à Aer Lingus no final de fevereiro de 2020, após 26 anos em produção. A hoje extinta Air Inter havia introduzido o widebody em serviço em janeiro de 1994.

Total
0
Shares
Previous Post

Escalas de aviões da RAF no Brasil a caminho das Malvinas geram protestos da Argentina

Next Post

FAB cede e encomenda de jatos KC-390 é reduzida em apenas seis aviões

Related Posts