Alemanha anuncia aquisição de 35 caças F-35

Aeronaves da Lockheed Martin substituirão os Panavia Tornado mais antigos como vetores de armas nucleares até 2030
Lockheed Martin F-35A

A Luftwaffe (Força Aérea da Alemanha) anunciou a aquisição de 35 caças Lockheed Martin F-35A Lightning II como substitutos de parte dos seus jatos de ataque Panavia Tornado.

A informação havia sido antecipada por duas fontes ouvidas pela agência Reuters. Ao contrário do que alguns veículos de mídia afirmam, a compra dos caças dos EUA não tem relação com os eventos desencadeados pela invasão russa na Ucrânia.

“O F-35 oferece um potencial único de cooperação com nossos aliados da OTAN e outros parceiros na Europa”, disse a ministra da Defesa Christine Lambrecht em Berlim ao anunciar o sucessor do Tornado.

A Força Aérea da Alemanha precisa de uma aeronave com capacidade de transportar armas nucleares para substituir os Tornados mais antigos, que deverão ser desativados até 2030.

Além do F-35, a Alemanha também analisava uma proposta da Boeing, que ofereceu o F/A-18E/F Super Hornet, além da promessa de parceria com empresas do país para dar suporte à frota de caças. Mas o jato bimotor ainda não é aprovado para carregar artefatos nucleares.

A Luftwaffe vai começar a desativar seus Tornados a partir de 2025 (Airbus)

A decisão também deverá causar incômodo na França, que é parceira da Alemanha no projeto do FCAS, um caça de 6ª geração em início de desenvolvimento. A ministra alemã, no entanto, reiterou o apoio ao projeto em sua declaração nesta segunda.

O F-35, um caça de 5ª geração com capacidade furtiva, tem vencido a maior parte das concorrências em que compete como na Suíça e Finlândia. Em ambos os países ele substituirá o F-18 Hornet, da Boeing, e tem sido considerado tecnicamente muito superior a seus concorrentes.

“O F-35 oferece um potencial único para cooperação com aliados da OTAN. Oito aliados europeus já introduziram as aeronaves de combate multifunção da Lockheed Martin ou estão em processo de aquisição. Com o desenvolvimento adicional do Eurofighter para combate eletrônico, importantes tecnologias-chave permanecerão na Alemanha e na Europa”, disse Lambrecht.

Além do fato de oferecer a capacidade “stealth”, o Lightning II é um projeto modular, capaz de receber atualizações eletrônicas com maior facilidade.

Segundo a Lockheed, mais de 750 caças F-35 estavam em operação até o final de 2021, incluindo também as versões F-35B e F-35C, navais.

Nota do editor: atualizado às 16h após anúncio do governo alemão confirmando a informação.

Total
132
Shares
Previous Post

Airbus A320 sofreu acidente impensável em seu primeiro ano de serviço

Next Post

Cessna SkyCourier recebe certificação nos EUA

Related Posts
Total
132
Share