Azul vai voar de Congonhas para Jacarepaguá com turboélices Cessna Grand Caravan

Rota já foi realizada pela regional TwoFlex, adquirida pela própria Azul em 2020. Novo voo estreará no dia 31 de outubro
Cessna Caravan - Azul Conecta
Cessna Grand Caravan da Azul Conecta; empresa opera 27 aparelhos do tipo (Azul)

A Azul vai ligar o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com a cidade do Rio de Janeiro mas em um destino diferente, o Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste. A nova rota terá início em 31 de outubro com sete frequências diárias em cada direção.

Por conta das restrições operacionais de Jacarepaguá, a rota será operada com o turboélice Cessna Grand Caravan, com nove assentos. O voo leva cerca de 1h20 numa altitude de cruzeiro bem inferior aos jatos já que a aeronave não é pressurizada.

O voo entre Congonhas e Jacarepaguá não é novidade. Há três anos a TwoFlex, uma pequena empresa aérea regional que havia herdado alguns slots no aeroporto da capital paulista, lançou o serviço como um diferencial em relação aos jatos que voam para o Santos Dumont, no centro do Rio.

Em 2020, a TwoFlex acabou sendo vendida não por acaso para a própria Azul, que a rebatizou como Azul Conecta.

O voo de Caravan ocorre numa altitude mais baixa que os jatos (Thiago Vinholes)

Confira nossa avaliação do voo entre Congonhas e Jacarepaguá

“Este voo é mais um resultado de um trabalho da Azul em parceria com o Governo do Estado, que busca desenvolver a aviação no Rio. São voos como o anunciado hoje que trazem mais desenvolvimento econômico e social para o estado, além de gerar mais empregos. Nas próximas semanas, poderemos anunciar mais boas notícias para os cariocas e para os turistas que elegem as belezas do Rio de Janeiro como destino. Ao comemorar mais uma boa notícia, gostaríamos de agradecer ao governo do estado pelo trabalho que estamos desenvolvendo”, afirmou Fábio Campos, diretor de Relações Institucionais da Azul.

 

Total
0
Shares
Previous Post
O Kfir, fabricado em Israel, é uma "cópia melhorada" do caça francês Mirage III (facmilitar)

Colombia não desistiu de plano de compra de novos caças para a Força Aérea

Next Post

De Havilland Canada vai construir fábrica gigante para seus aviões

Related Posts
Total
0
Share