Bell muda projeto do helicóptero de ataque 360 Invictus

Aeronave de escolta usaria um rotor de cauda carenado, mas fabricante optou por uma solução convencional baseada no helicóptero 525
O Bell 360 Invictus com a nova configuração (Bell)

A Bell decidiu alterar o projeto do helicóptero de ataque e reconhecimento 360 Invictus, que participa da concorrência FARA (Future Attack Reconnaissance Aircraft), do Exército dos EUA.

A configuração original utilizava um rotor de cauda carenado, semelhante ao Fenestron da Airbus, que equipa seus modelos há várias décadas. Mas ilustrações recentes do Invictus divulgadas pela empresa mostram uma solução convencional, de rotor aberto.

Segundo a Bell afirmou ao site Defense News, a configuração de rotor convencional se mostrou mais vantajosa por vários motivos, incluindo peso menor e por ter sido testada no helicóptero civil 525 Relentless.

O Exército dos EUA lançou a concorrência com o objetivo de encomendar uma aeronave que seja capaz de substituir os já aposentados OH-58 Kiowa em missões de reconhecimento e escolta.

Entre os requerimentos do programa estão atingir 336 km/h de velocidade e não ultrapassar um peso máximo de até 6.350 kg.

O programa FARA é disputado pela Bell e a Sikorsky, que desenvolve o Raider X, um helicóptero de rotores coaxiais e hélices propulsoras, tecnologia batizada de X2.

O Raider X e o 360 Invictus estão programados para voar em 2023 a fim de iniciar a fase de avaliação dos protótipos.

Total
79
Shares
Previous Post

Qatar Airways tira de serviço 13 jatos A350 por problemas de degradação na fuselagem

Next Post

LATAM volta a apostar na família A320neo

Related Posts