Qatar Airways tira de serviço 13 jatos A350 por problemas de degradação na fuselagem

Companhia aérea já havia reportado situação anteriormente e culpa a Airbus pelo problema que ocorre por baixo da pintura
A350 da Qatar

A Qatar Airways confirmou nesta quinta-feira, 05, ter retirado de serviço 13 aeronaves Airbus A350 que estão apresentando uma severa degradação na superfície da fuselagem.

O aterramento das aeronaves foi determinado pelas autoridades de aviação civil do país. Segundo a companhia aérea, o problema ocorre por baixo da pintura dos jatos e num ritmo acelerado – a empresa já havia reclamado desse fenômeno anteriormente.

Para substituir os A350, a Qatar confirmou ter escalado os A330 hoje parados para voltar ao serviço – a companhia aérea possui 12 unidades, entre as versões A330-200 e A330-300.

“Com este ocorrido, esperamos sinceramente que a Airbus trate este assunto com a devida atenção que ele requer. A Qatar Airways não aceitará nada além de aeronaves que continuem a oferecer a seus clientes o mais alto padrão possível de segurança e a melhor experiência de viagem que eles merecem”, reclamou o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker.

A Qatar é o maior cliente do A350, com 76 aeronaves encomendadas (Airbus)
A Qatar é o maior cliente do A350, com 76 aeronaves encomendadas (Airbus)

O executivo disse ainda esperar que a fabricante europeia tenha “estabelecido a causa principal e corrigido permanentemente o problema para a satisfação da Qatar Airways e das autoridades regulatórias antes de recebermos qualquer outra aeronave A350”.

A Qatar possui uma frota de 53 jatos A350, segundo o Planespotters. Dois A350-1000 e 11 A350-900 aparecem como fora de operação no site.

A Airbus não havia emitido comunicado a respeito até esta quinta-feira.

Total
45
Shares
Previous Post
Boeing 737 MAX 7

Boeing inicia ofensiva para aprovar retorno do 737 MAX ao serviço na China

Next Post

Bell muda projeto do helicóptero de ataque 360 Invictus

Related Posts