Boeing 737 MAX 8 será principal avião da Gol a partir de 2025

Companhia aérea anunciou aceleração da renovação da frota nesta terça-feira, com aquisição de mais 28 jatos MAX. Mas jatos NG seguirão sendo usados até pelo menos 2030
Boeing 737 MAX 8 - Gol Linhas Aéreas
Boeing 737 MAX 8 (GOL)

A Gol anunciou nesta terça-feira, 3, uma revisão em seu programa de renovação de frota. Com isso, a companhia aérea brasileira passará a receber os jatos Boeing 737 MAX num ritmo mais rápido do que o previsto.

Segundo a empresa, já no final deste ano a frota de modelos 737 MAX 8 chegará a 28 aeronaves, 18 delas recebidas no segundo semestre. Em 2022, o jato mais econômico e de maior alcance da Boeing terá outras 16 unidades recebidas pela Gol, totalizando 44 aviões.

A previsão é que em 2025 o 737 MAX 8 assuma o papel de principal aeronave da Gol, superando o 737-800 NG por duas unidades – serão 65 jatos MAX contra 63 -800 NG.

Dentro de quatro anos, a frota de 737-700 cairá dos atuais 23 aviões para 12 aeronaves. Ao mesmo tempo, o 737 MAX 10, maior variante do jato de corredor único da Boeing, terá 10 unidades entregues.

Em 2025, o 737 MAX 8 assumirá o papel de principal aeronave da Gol

O resultado dessas mudanças significará que a Gol terá metade dos 150 aviões da frota em 2025 formada por modelos MAX, que oferecem um consumo de combustível 15% menor além de serem 40% mais silenciosos que os jatos NG.

“Estamos acelerando nosso plano de transformação da frota em antecipação à forte recuperação das viagens aéreas no cenário pós-pandemia”, disse Paulo Kakinoff, CEO da Gol. “O 737 MAX posiciona a Gol para crescer ainda mais competitivamente com a expansão de rotas de destinos, ao mesmo tempo que propicia ganhos de eficiência, gerando assim mais valor para todos os stakeholders da Companhia”.

Frota de 737 NG ainda permanecerá na frota

A despeito da aceleração nos planos, os 737 NG ainda estarão presentes na frota da Gol em 2030, reconheceu Kakinoff. Cerca de 25% das aeronaves permanecerão em serviço dentro de nove anos.

(Gol)
Os 737 NG representarão 25% da frota da Gol em 2030 (Gol)

Para atingir a meta de 44 737 MAX 8 até o final de 2022, a Gol assinou acordos para aquisição de 28 novos aviões e que substituirão 23 737 NG nesse período. Serão 15 unidades financiadas via arrendamentos operacionais diretos, nove por sale-leasebacks e quatro por meio de arrendamentos financeiros.

Atualmente, a frota da Gol compreende 127 jatos 737 – a empresa é fiel à estratégia de utilizar apenas um modelo de aeronave para reduzir custos de manutenção e operação. Dois 737 MAX 8 foram recebidos pelas companhias nas últimas semanas, elevando o total dessa aeronave para 12 jatos.

Total
88
Shares
Previous Post

DHL vai estrear 12 aeronaves elétricas Alice eCargo em 2024

Next Post

Novo helicóptero da USAF, Boeing MH-139A atrasará

Related Posts
Total
88
Share