Boeing 737 MAX volta a realizar voos comerciais na Europa

Aeronave da TUIfly decolou nesta quarta-feira de Bruxelas com destino a Malaga, restabelecendo o serviço comercial interrompido há quase dois anos
Boeing 737 MAX da TUIfly (Boeing)

O Boeing 737 MAX está de volta à operação na Europa. Nesta quarta-feira, 17, a filial belga da TUIfly realizou o primeiro voo comercial da aeronave após o longo período de aterramento por conta de dois acidentes fatais.

A primeira rota em que o 737 MAX voltou a ser utilizado foi a que liga Bruxelas a Malaga e Alicante, ambas na Espanha.

A EASA, agência civil europeia, havia autorizado o jato da Boeing a voltar a voar em janeiro, mas até então nenhum cliente da aeronave havia decidido recolocá-lo em serviço.

Antes da volta ao serviço, a TUIfly realizou voos de testes em dias recentes, incluindo um ocorrido na segunda-feira.

Com quase 100 anos, o grupo alemão TUI atua no setor de turismo de lazer e possui 135 aeronaves nas frotas de suas diversas subsidiárias, entre eles 15 737 MAX 8. A divisão belga conta com 32 jatos, sendo quatro da variante mais nova do jetliner da Boeing.

Além da TUI, as companhias Icelandair (6 aeronaves), LOT (5), Smartwings (7), Turkish Airlines (12) e Norwegian Air (18) também utilizam o 737, mas a empresa norueguesa deve devolver 14 deles.

A grande cliente do MAX na Europa será a Ryanair, que tem 210 aviões encomendados na variante MAX 8-200, capaz de transportar até 200 passageiros. A companhia irlandesa, no entanto, ainda aguarda a certificação dessa versão antes de receber o primeiro jato.

A Ryanair é a companhia com maior pedido do 737 MAX na Europa (Divulgação)

Veja também: Vítima das falhas do 737 MAX, Ethiopian Airlines marca retorno do jato para julho

Total
10
Shares
Previous Post
E190-E2

Novo sistema sem fio avisa se os jatos da Embraer têm algum problema

Next Post

De Havilland confirma “pausa” na produção do turboélice Dash 8

Related Posts