Novo sistema sem fio avisa se os jatos da Embraer têm algum problema

Disponível para os jatos E1 e E2, sistema ADG-400 da Honeywell permite o acesso sem fio aos dados de voo e manutenção das aeronaves
E190-E2
Novo jato E190-E2 da Embraer (Embraer)

A Embraer e a Honeywell anunciaram hoje o lançamento de um novo sistema de transferência de dados de voo e manutenção sem fio para os jatos E1 e E2. Com esta solução, os operadores podem acessar informações sobre a aeronave com maior rapidez e eficiência, sem a necessidade de conectar equipamentos auxiliares.

O sistema Aircraft Data 400 (ADG-400) Gateway da Honeywell está disponível em todos os novos jatos da série E2 da Embraer, com opção de retrofit de modelos E1 de primeira geração.

O equipamento consiste em um carregador LSAP (Loadable Software Aircraft Part) sem fio, gravador de acesso rápido e recursos de comunicação de dados. Segundo a Honeywell, ele permite atualizações de banco de dados e software sem nenhuma conexão com fio. Além disso, o ADG-400 ajuda a descarregar dados da aeronave para analisar, solucionar falhas e prever problemas de manutenção e desempenho, o que ajuda os operadores a manter suas aeronaves e evitar paralisações inesperadas.

“Ao equipar suas aeronaves com o Aircraft Data Gateway da Honeywell, estamos permitindo que os operadores de jatos regionais da Embraer dêem passos rumo a uma frota de aviões verdadeiramente conectadas, o que os ajudará a manter suas aeronaves voando e ao mesmo tempo economizando dinheiro”, disse Bob Buddecke, presidente da Honeywell Connected Aerospace.

O descarregamento de dados sem fio sozinho pode reduzir atrasos em aeronaves e reduzir a manutenção regular em até 150 horas anuais por aeronave, diz a Honeywell. O carregamento do LSAP sem fio pode economizar 75 horas adicionais por aeronave, por ano. O ADG-400 permite que os técnicos se concentrem em problemas específicos em vez de gastar horas em manutenção geral todos os meses.

“A longa parceria baseada na confiança e na excelência em recursos de produtos com gateways de dados de aeronaves são as razões pelas quais a Embraer escolheu a Honeywell”, disse o vice-presidente de Operações da Embraer Aviação Comercial. “A visão da Honeywell para uma combinação de dados segura e eficiente se alinha perfeitamente à mentalidade E2 Profit Hunter de fornecer a aeronave mais conectada para maximizar os benefícios e a eficiência do cliente. Agora, com os boletins de serviço da Embraer, os clientes também podem levar a mesma solução de conectividade avançada para sua frota E1.”

Os primeiros modelos Embraer E2 equipados com o ADG-400 devem sair da linha de produção a partir deste mês, com a opção de upgrade no E1 logo em seguida.

Veja mais: Aviões diferentes que não vingaram

Total
1
Shares
Previous Post
Difíceis de construir e sem função no plano atual, muitos projetos acabaram abandonados

Aviões diferentes que não vingaram

Next Post

Boeing 737 MAX volta a realizar voos comerciais na Europa

Related Posts