Caças britânicos monitoram porta-aviões da Rússia

Embarcação foi acompanhada por caças Typhoon enquanto passava pelo Canal da Mancha
Caça Typhoon voa próximo à esquadra russa de passagem pelo Canal da Mancha (RAF)
Caça Typhoon voa próximo a esquadra russa de passagem pelo Canal da Mancha (RAF)

Três caças Typhoon da força aérea britânica (RAF – Royal Air Force) acompanharam de perto o porta-aviões Almirante Kuznetsov, da Rússia, enquanto navegava pelo Canal da Mancha, nesta semana. A embarcação está retornando para casa após uma curta participação no conflito na Síria, contra o grupo terrorista Estado Islâmico.

Desde que deixou a Rússia, a embarcação e seu grupo de escolta vêm sendo monitorados pela RAF e outras forças militares de países membros da OTAN. “A operação para escoltar a força tarefa russa é parte de nossa atividade rotineira para segurar a integridade do espaço aéreo e das águas britânicas”, explica o marechal Steve Shell, comandante de operações da RAF.

O porta-aviões foi enviado ao Mediterrâneo Oriental para participar de operações militares empregadas pela Rússia na Síria, mas suspendeu as operações de voo depois que dois aviões foram perdidos em acidentes. A embarcação encerrou sua participação no conflito após a retomada de Aleppo, cidade síria que mais sofreu com o combate.

Como comentou o site The Aviationist, a passagem dos caças britânicos foi apenas uma “demonstração de força”. As aeronaves que voaram próximos ao porta-aviões não têm capacidade anti-navio.

Já os russos, por outro lado, desdenharam da escolta da RAF. Em comunicado oficial, o ministério da defesa da Rússia declarou que a passagens dos caças Typhoon é uma forma do Reino Unido desviar a atenção de seus contribuintes para longe de assuntos da marinha britânica, que atualmente investe alto na construção de um novo porta-aviões – o HMS Queen Elizabeth.

O ministério russo ainda acrescentou que sua esquadra não precisa de escolta, pois sabe o caminho de volta e o curso correto a ser seguido.

Jonathan Beale, correspondente de defesa da BBC, afirmou que os caças britânicos aproveitaram a oportunidade para identificar, por meio de sensores especiais, os sistemas de defesa anti-aérea presentes nas embarcações russas que navegavam pelo Canal da Mancha.

O Typhoon é atualmente o principal caça da força aérea britânica (RAF)
O Typhoon é atualmente o principal caça da força aérea britânica (RAF)

Veja mais: Rússia inicia testes com o novo caça MiG-35

Total
0
Shares
Previous Post
O MiG-35 conta com oito pontos para fixação de armamentos; o modelo na imagem é o MiG-35D, testado em 2007 (MiKoyan)

Rússia inicia testes com o novo caça MiG-35

Next Post
Essa é a segunda vez que Hercules da FAB ajudam em incêndios no Chile (FAB)

Brasil envia aviões para combater incêndios no Chile

Related Posts