Concessão de aeroportos paulistas atrai poucos interessados

Leilão de 22 aeroportos regionais nesta quinta-feira, 15, terminou com outorgas somadas de apenas R$ 22,3 milhões com dois consórcios realizando ofertas
Aeroporto de São José do Rio Preto (GESP)

Com ágio modesto e apenas dois participantes, ocorreu nesta quinta-feira, 15, o leilão de 22 aeroportos regionais pelo governo do estado de São Paulo.

Divididos em dois blocos de 11 aeroportos, o certame foi realizado na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo. Enquanto o bloco Sudeste foi disputado por dois consórcios o Noroeste só recebeu proposta do consórcio Aeroportos Paulista, que ofereceu R$ 7,6 milhões, ágio de apenas 11,14% em relação à outorga mínima.

O bloco Sudeste recebeu propostas do Aeroportos Paulista de R$ 13,2 milhões e do Consórcio Voa NW e Voa SE, que ofereceu R$ 14,7 milhões e foi declarado vencedor sem rodada de lances, por conta da diferença entre os valores.

Enquanto o Voa NW e Voa SE assumirá os aeroportos de Ribeirão Preto, Bauru-Arealva, Marília, Araraquara, São Carlos, Sorocaba, Franca, Guaratinguetá, Avaré-Arandu, Registro e São Manuel, o Aeroportos Paulista controlará os aeroportos de São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Araçatuba, Barretos, Assis, Dracena, Votuporanga, Penápolis, Tupã, Andradina e Presidente Epitácio.

Segundo o governo Doria, estão previstos investimentos de R$ 266,5 milhões no bloco Sudeste e de R$ 181,2 milhões no Noroeste. A concessão de ambos os grupos é de 30 anos.

Os blocos do leilão (GESP)

Valor menor que o do primeiro leilão

Apesar de comemorado pelo governo paulista, o resultado foi bastante modesto pelo potencial dos aeroportos. Somadas, as propostas chegam a apenas R$ 22,3 milhões, menos do que o obtido no leilão anterior, realizado em 2017 e que inclui apenas cinco aeroportos – Jundiaí, Campo dos Amarais, Bragança Paulista, Ubatuba e Itanhaém.

Naquela ocasião, o mesmo grupo Voa arrematou o pacote por R$ 24,4 milhões, ou quase 10% a mais que os 22 aeroportos desta rodada. O consórcio, que é formado pelas empresas Terracom Construções, Nova Ubatuba, MPE Engenharia e Estrutural Concessões de Rodovias.

O Aeroportos Paulista, liderado pela Socicam, comemorou o fato de ter agora 26 aeroportos adminstrados por ele.

Total
15
Shares
Previous Post

De Havilland e P&W testarão Dash 8 com propulsão híbrido-elétrica

Next Post

Sucessora da Alitalia, ITA “decolará” em outubro

Related Posts