Conheça a classe econômica mais desconfortável do mundo

Classe econômica “hexagonal” aumenta a capacidade da aeronave e coloca passageiros frente a frente; projeto ainda depende de aprovação
Segundo a Zodiac, o projeto permite acrescentar 30 poltronas a classe econômica (Imagem - Zodiac Seats France)
Segundo a Zodiac, o projeto permite acrescentar 30 poltronas a classe econômica (Imagem – Zodiac Seats France)
Segundo a Zodiac, o projeto permite acrescentar 30 poltronas a classe econômica (Imagem - Zodiac Seats France)
Segundo a Zodiac, o projeto permite acrescentar 30 poltronas a classe econômica (Imagem – Zodiac Seats France)

A empresa Zodiac Seat France, que desenvolve soluções para cabines de aviões comerciais, patenteou um nova configuração de assentos que elimina o banco do meio, mas coloca os passageiros “cara a cara”. O projeto, chamado “Economy Class Cabin Hexagon” (“Cabine Hexagonal de Classe Econômica”), permite acrescentar mais 30 passageiros a bordo de uma aeronave e com certeza aumenta o desconforto.

A revista Wired noticiou o assento hexagonal como a “ideia mais aterradora para um assento de avião de todos os tempos”, enquanto a Fortune o chamou de “pior pesadelo para um passageiro”. Conforme descreve a empresa que patenteou a ideia, o objetivo é “aumentar a densidade da cabine, além de criar assentos que aumentam o espaço na área do ombro e braço”. A Zodiac, entretanto, não fala sobre o espaço para as pernas.

Para facilitar o embarque e desembarque dos passageiros, os bancos têm assentos reclináveis, permitindo abrir um corredor na fileira. Como mostra o vídeo da Zodiac, a simplicidade reina a bordo da cabine hexagonal. Não há sistema de entretenimento nem mesas de apoio. O único “luxo” é um suporte com porta-copo que também serve como base para um tablet.

A Airbus é outra empresa que patentou uma ideia e foi ironizada. A fabricante propôs a criação de um capacete para ajudar passageiros que têm medo de voar. Como sugere o projeto, a pessoa poderia puxar o equipamento de trás de seu assento, cobrindo a parte superior da cabeça. O aparelho teria uma tela 3D e um fone de ouvido especial, além de um máquina de cheiros artificiais para criar um efeito de “isolamento sensorial”.

Veja mais: Estudo mostra as partes mais seguras do avião em caso de acidente

Conheça a Classe Econômica “Hexagonal”

Mas não comece a pensar que suas próximas viagens em classe econômica serão da forma mais apertada possível. A Zodiac não tem planos de idealizar o assento hexagonal, que serve apenas como uma demonstração. Caso a ideia realmente avance, ainda será preciso uma intensa bateria de testes, incluindo operações de evacuação de passageiros.

Galeria de Fotos:

Total
0
Shares
28 comments
  1. Pior é quem leu a noticia da Ryanair e levou a sério, eles só queriam mais publicidade gratuita para a empresa se não ficou aparente para sua mente lavada.

  2. Que coisa desagradável! A pessoa viajar tendo que encarar ou ser encarada por um estranho. Se cochilar? Com certeza quem estiver à sua frente vai examinar você ou olhar todos os detalhes. Idéia péssima.

  3. Thiago, esse título não é correto.
    O video fala em 31 polegadas de pitch, que é o padrão usado no Brasil pela Azul, portanto o espaço para as pernas será bastante razoável.
    O espaço para os ombros aumentará bastante, e a configuração frente a frente – embora pareça estranha, num primeiro momento – é bastante comum em trens, além de ser a preferida nos aviões executivos.
    Difícil vai ser atender aos padrões de evacuação de passageiros com 17% a mais de pessoas a bordo – talvez sejam necessárias mais janelas e/ou portas de emergência.
    As mesas de apoio já são bastante anacrônicas nas empresas low cost, que não servem nada nos voos, e os sistemas de entretenimento podem ser adaptados no encosto da poltrona à frente – aliás, a proposta do tablet é exatamente para isso.
    A ideia não é tão absurda como o título faz supor …

  4. Prefiro a ideia de suspensão da consciência. Aplica-se um medicamento no qual sua consciência fica suspensa, logo no momento do check-in. Com isso, seria possível fazer o embarque do mesmo modo que se faz com as bagagens. Chegando ao destino, um outro medicamento é aplicado para voltar à consciência. O desembarque pode ser realizado do mesmo modo como hoje é feito o desembarque de bagagens. O pior é que, com uma boa publicidade, essa porcaria vende.

  5. ônibus e trens possuem bancos em que as pessoas ficam frente a frente. Não é bom, mas se o preço da passagem for mais barato, vale a pena.

  6. OK, a idéia pode ser ruim, mas não acham importante serem pensadas novas soluções para o desconforto atual ? Essa configuração tira privacidade, mas aumenta espaço, de acordo com o vídeo. O que é melhor ou pior ?

  7. Transporte de gado. Realmente qualquer vestígio de glamour na aviação foi por água abaixo. Tão logo não nos sobrará sequer qualquer vestígio de dignidade.

  8. Péssimo projeto, seria “interessante”em vôos com duração de no máximo 40 minutos com passagens saindo a 100,00 reais com taxas inclusas. Mas ainda sim, achei constrangedor para a pessoa da poltrona do meio, sem falar no quão desconfortável deve ser… Enfim, que esse projeto não prospere…

  9. (1) Uma sardinha a mais ou a menos na lata não fará diferença, mas 30 sardinhas a mais são irresistíveis para quem vende sardinha em conserva! (2) Essa ideia só será minimamente admissível para voos muito curtos. O problema é que depois que colocarem o pé na porta… (3) Os assentos atuais já são uma grande porcaria. A questão passar mais vexame do que o passageiro da classe econômica já passa…

  10. Só falta colocarem poltronas de ponta cabeça, aliás não precisaria de poltronas apenas correias prendendo os pes.

  11. Por que não vamos deitados em prateleiras, como beliches. Talvez dê para colocarem 5 pessoas até o bagageiro. Como verdadeiras latas de sardinhas.

  12. Se for para baratear um voo com duração curta, porque não? Obviamente, para para voos mais longos, a ideia é inviável, mas para uma ponte aérea RJ-SP, acho muito viável.

  13. Seria válido apenas para vôos curtos como ponte aérea Rio-SP, por exemplo.

    Para vôos com duração acima de 1 hora, inaceitável.

  14. E´. o ser humano virou carga mesmo. Pior que carga animal. Um animal enjaulado tem mais espaço do que estas cadeiras hexagonais.

  15. Reclamar que é muito mais barato viajar hoje em dia (50% do preço após corrigir para inflação) do que 30 anos atrás ninguem reclama… Quer glamour, pague o preço de um bilhete de executiva ou primeira classe.

  16. Acho que para voos de curta duração (no máximo de duas horas) não haveria qualquer problema afinal, nos metrôs ocorrem os rala-ralas e a aviação precisa deixar o glamour dos anos iniciais e passar a ser um transporte rápido e seguro. É lógico que poderiam criar empresas nacionais como a Emirates para um voo de quarenta minutos entre SP/RJ com direito a quarto privativo, a champanhe, caviar, lagostas e outras delícias, mas a custos de RS 10.000,00/perna ou pouco mais e paga quem puder. Eu valorizaria a eficiência, precisão de horários e preços baratos.

  17. Daqui a pouco vão sugerir sentar no colo um do outro. Pensa: 2 por assentos os aviões dobrarão a capacidade! Vou patentear essa ideia fenomenal.

  18. Não achei ruim não. Evidentemente, trata-se de uma idéia para ser aplicada em rotas curtas, de grande densidade. Com o pitch de 31 e sem ombros se encostando, é evidente que o conforto melhora, inclusive para quem vai sentado na poltrona do meio. Quanto ao fato de ser encarado ou encarar outro passageiro, eu prefiro isso do que não tem espaço apropriado para minhas pernas. E prefiro ainda mais não ter que dividir o apoio de braço com outro passageiro, ainda mais se for daquele tipo folgado, que acha que é o dono de metade do nosso espaço. Quanto ao fato de ficar mais fácil/difícil para ir ao banheiro, não vejo problemas. Quem senta na janela ou assento do meio nos aviões de um corredor tem que desacomodar um ou dois passageiros se quiser ir ao banheiro. No caso do projeto mostrado, o incômodo seria apenas para um passageiro. Ou seja, na minha opinião, ótimo projeto. Pior classe econômica do mundo jamais!! Esse título fica com a TAM

Comments are closed.

Previous Post
O Airbus E-Fan, com motorização elétrica, pode atingir até 220 km/h e voar por 60 minutos (Foto - Airbus)

Avião elétrico da Airbus cruza o Canal da Mancha

Next Post
O primeiro voo do KC-390 foi realizado no dia 3 de fevereiro de 2015 (Embraer)

Itália pode se tornar cliente do maior avião do Brasil

Related Posts