Conheça os aviões mais rápidos de todos os tempos

De protótipos a aeronaves militares operacionais, projetos já voaram a mais de 7.000 km/h
Aviões mais rápidos de todos os tempos
Aviões mais rápidos de todos os tempos

Aeronaves a jato de companhias aéreas, como um Airbus A320 ou um Boeing 777, voam a velocidades que podem passar dos 900 km/h. É um tremendo ritmo, permitindo cruzar países ou até continentes em poucas horas. Mas o homem pode voar a uma velocidade muito mais rápida. No entanto, esses “bilhetes” são reservados apenas aos militares, que podem passar dos 7.000 km/h voando em aviões de caça ou protótipos.

Velocidades altas, geralmente Mach 2 (duas vezes a velocidade do som) são essenciais em certos ramos da aviação militar. Interceptadores precisam ser rápidos para abordarem uma aeronave inimiga antes que essa despeje seus armamentos. Já aviões de reconhecimento e espionagem aérea precisam voar rápido para colher seus dadose deixar a área antes de serem detectados e abatidos.

No setor comercial as duas únicas tentativas de transportar passageiros em velocidades supersônicas foram com o russo Tupoloev Tu-144, que teve uma carreira de apenas um ano, mas que ficou ativo até 1999 como plataforma de testes, e com o anglo-francês Concorde, que voou de de 1976 até 2003. Capaz de atingir 2.200 km/h (duas vezes a velocidade do som), o avião podia voar de Paris até o Rio de Janeiro em apenas 6 horas, percurso que hoje demora cerca de 11 horas a bordo de um Boeing 777, por exemplo.

As indústrias dos Estados Unidos e Rússia foram as que criaram as aeronaves mais rápidas que já voaram, todas de cunho militar. São caças, bombardeiros, aviões espiões e protótipos.

Confira na lista a seguir os 10 aviões mais rápidos de todos os tempos:

Total
73
Shares
0 0 votes
Article Rating
30 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo
Marcelo
6 anos atrás

Na área comercial só o Concorde? Já ouviram falar do Tupolev Tu-144? Ele foi lançado antes do Concorde 😉

Nicolas
Nicolas
6 anos atrás

Se não em engano, pois eu o vi, o SU-27 ainda está em operação na Força Aérea Ucraniana, agora modernizados. Inclusive, nessa imagem, podemos ver a Tryzub (brasão das armas da Ucrânia) nesse SU-27.

seujeba
seujeba
6 anos atrás

dá pra ir de São Paulo pra orlando no USA, na Disney, em menos de 1 hora. Mas rápido que ir pro guarujá, minha mulher vai me pedir pra eu comprar um desses pra levar minha filha pra disney, pois ela adora a disney.

Ricardo
Ricardo
6 anos atrás

O Sukhoi T-4 “Sotka” foi construído para ser o rival do XB-70 Valkyrie. Feito todo em titânio, voou pela primeira vez em 1972, chegou a Mach 3.0 e não entrou na lista. Ou seja, desbanca fácil o F-111 Aardvark, o F-15 Eagle e o Tupolev Tu-144. Abraço.

Paulinelli
Paulinelli
6 anos atrás

Marcelo, você não leu a reportagem toda certo? Esta falando sobre o Tupolev Tu-144.
Abraço

Alexandre Vale
Alexandre Vale
6 anos atrás

O YF-12 não era caça, ele era o protótipo do SR-71, ele foi aperfeiçoado e virou o SR-71.

Omar
Omar
6 anos atrás

Boas!

Faltou mencionar o b-58 hustler, que nao teve registrado a velocidade maxima. de nova york ate paris, se nao me engano foi de 3.40 hs

Prof. Coppi
Prof. Coppi
6 anos atrás

De fato, caro Marcelo, o Tupolev Tu-144 foi lançado antes do Concorde e, espero que você saiba o porquê.

Explodiu sobre a cidade de Moscou no dia da sua inauguração deixando um rastro de mortes muito grande. Foi concebido através da espionagem de uma “planta falsa” liberada graciosamente pelo consórcio Anglo-Francês no momento em que perceberam que estavam sendo espionados…

Thenard
6 anos atrás

CURIOSIDADE – Inclusive o SR-71 Blackbird não era para se chamar SR e sim RS, senão me engano foi o presidente Kennedy que se equivovou ao anunciar a aeronave, trocou as letras.

Donner
Donner
6 anos atrás

Pra mim, o SR-71 é icônico em todos os sentidos. Tanto que se tornou o Black Bird dos X-Men, nas HQs.

alexxxei
alexxxei
6 anos atrás

Enquanto isso a força aérea brasileira….. ashhasshhs.. motivo de chacota é até elogio…

Cobretti
Cobretti
6 anos atrás

Muito boa a lista, porém acho que o X2 e o X15 não deveriam estar nela, pois se tratam de foguetes, ou seja, não utilizam ar atmosferico para a combustão.

Aldo Lobo
Aldo Lobo
6 anos atrás

Acho interessante ressaltar que o SR-71, praticamente o único avião “de série” a bater o MIG-25/31, era quase uma nave espacial. A preparação de voo durava horas, os custos operacionais eram altíssimos e os pilotos tinham que usar traje espacial, ou seja, era mais para nave espacial do que para avião… ah, e apenas alguns foram construídos… enquanto isso, os MIGs 25/31 eram quase tão rápidos quanto os SR-71, porém, com uma preparação de voo de 45 minutos, pilotos “normais” e um custo operacional compatível à qualquer outro avião de caça… ah sim, e foram construídos às centenas e inclusive estão em operação em vários países, e terão ainda pelo menos mais umas duas décadas de “vida”… enfim, como sempre, os EUA com seus projetos megalomaníacos, caríssimos e pouco eficientes, enquanto que a Rússia com seus projetos relativamente mais simples, infinitamente mais baratos e altamente eficientes…

Paulo Sérgio Pecchio
Paulo Sérgio Pecchio
6 anos atrás

O SR-71, “Blackbird”, foi um prodígio da indústria aeronáutica dos EUA.
Concebido pelo gênio Clarence “Kelly” Johnson nos anos 60, o mesmo projetista do P-38 Lightning na II WW e do U2, era insuperável na época mas nunca foi um avião de combate e sim espião. Voava desarmado.
Eu o conheci pessoalmente já no final de carreira no final dos anos 90 na base aérea de Vanderberg, Lompoc, Califórnia, pois estudava em Palo Alto e foi paixão a primeira vista !
Enorme, todo negro, aquele design inconfundível e aquelas turbinas incríveis, num perfil maravilhoso.
Alcançava tamanha altitude que quase entrava em órbita. Uma missão típica era decolar da base de Incirlik, na Turquia e pousar na Suécia, mapeando quase 20% do território da antiga URSS. Nunca foi derrubado !
Era tão difícil de pilotar e voava tão rápido que se acaso pousasse com combustível, este vazava, pois a superfície do avião se modificava a cada voo !
25% foram perdidos por problemas de pilotagem e falhas técnicas, mas permanece ainda hoje como o avião mais rápido já fabricado e isto, na década de 60…
SR-71, the best, forever on our minds !
Paul

Moises Candido
Moises Candido
6 anos atrás

Na verdade o X-1 (que rompeu a barreira do som em 1947), o X-2 e o X-15 foram aeronaves projetadas pelos cientistas alemães entre 1941-1945. O X-15 por exemplo é na verdade uma V-2 com aletas e uma cabine. Foi uma ideia de von Brau para que o homem pudesse ir ao espaço ainda na década de 40.

JOHNNY BOY
JOHNNY BOY
6 anos atrás

Alguém já ouviu falar em Teco-Teco….???
“PRA FRENTE BRAZIL”…..

ig
ig
6 anos atrás

Em 1967 existia North American X-15, atingiu incríveis 7.273 km/h vcs acham que na área militar dos EUA e RUSSIA não existe avião ou sei lá o que muito mais rápido que isso.

Josė Carlos
5 anos atrás

O SR 71, era tão avançado para a sua época , que a partir do seu lançamento é que começaram a surgir os boatos de aproveitamento de tecnologia alienígena por militares americanos.

Sérgio Teixeira
Sérgio Teixeira
5 anos atrás

Alexandre, YF-12 era um protótipo de caça interceptor sim e não o protótipo do SR-71. Se tivesse entrado em operação iria transportar três mísseis de longo alcance Eagle, alojados em três compartimentos na fuselagem. Esses mísseis eram muito parecidos com o AIM-54 Phoenix, usados no F-14, aliás, estes últimos são derivados do Eagle. O YF-12 e o SR.-71 são por sua vez derivados do A-12, que foi o primeiro a fazer vôos clandestinos sobre a URSS por conta da CIA, ele era o mais rápido da família e levava somente um tripulante. Dele também foi derivado o M-12, biplace, que transportava “nas costas” o drone de reconhecimento D-21.

Arnaldo ferreira
Arnaldo ferreira
5 anos atrás

gostei dos modelos dos aviaos muito lindo

Filipe Pessoa
5 anos atrás

Faltou o F-22 Raptor q é mais rápido q o F-15 eagle
Alcança:2.960 km

Thalles Martins de Oliveira

Mais nada supera o Falcon HTV-2 que pode chegar à 20.000 km/h só isso né?

Paul
4 anos atrás

Srs, o X1 não era um avião a jato, nunca foi produzido em série e existem controvérsias a respeito dos seus resultados.
Era um foguete ! Ou seja, não aspirava o ar para sua combustão, como todos os jatos.
Foram produzidos poucos, não mais de 6 e 3 nunca voaram por notórias deficiência e insegurança.
Os resultados foram também inexpressivos. Afora recordes de velocidade (afinal, era um foguete…) pouco acrescentou em termos de motores, sistema de vôo, técnicas de projeto e engenharia construtiva e principalmente de aerodinâmica.
O projeto foi descontinuado justamente por parcos resultados e seu fabricante, a BELL, sumiu do mapa, afora produzir uns poucos modelos de helicóteros…
Esta é a realidade !
Paul

Julio Cordeiro
Julio Cordeiro
4 anos atrás

Estive no Museum of Flight, em Seattle, onde há um SR-71, e inclusive um cockpit de outro SR-71, este que se acidentou…tive o privilégio de sentar-me neste cockpit! Na verdade, qualquer um pode fazê-lo, recomendo muito uma visita, se estiver próximo a Seattle.
Segundo a gentil voluntária que me contou inúmeros detalhes interessantíssimos sobre a aeronave, da parede do cockpit até o final se aloja o enorme tanque de combustível, algo como que 80% do comprimento do avião! Impressionante…
Quando foram descomissionados, o orçamento da USAF reduziu-se em 1/3, tamanhos eram os gastos com manutenção e combustível!

Joel
4 anos atrás

Que Aviões lindos!

Sérgio de Barros
Sérgio de Barros
4 anos atrás

Os americanos só figuram como aeronaves experimentais, mas na prática, os mais velozes parece ser os caças russos, que além de rápidos, são baratos.

sebastiao joao
sebastiao joao
4 anos atrás

E emprecionante ver essas inovacoes de dia a dia, querendo ainda encorajar-los a desenvolver ainda, mas peco dentro das possibilidades montar como forma de espansao as industrias aernaticas em alguns paises africanas de forma a desenvolver este continente.

leite
4 anos atrás

odiei

Previous Post
O primeiro voo do 737 MAX durou duas horas e 47 minutos (Boeing)

Com 737 MAX aterrado, entregas da Boeing despencam 53%

Next Post

Latam Brasil confirma voo de São Paulo para as Ilhas Malvinas

Related Posts