Conheça os destinos solicitados pelas companhias entrantes em Congonhas

Lista de voos no sistema da ANAC tem Azul na ponte aérea Rio-SP, Passaredo focada em Ribeirão Preto e MAP voando para até seis estados
O aeroporto de Congonhas é o mais rentável sob controle da Infraero (Thiago Vinholes)
O aeroporto de Congonhas é o mais rentável sob controle da Infraero (Thiago Vinholes)
O Aeroporto de Congonhas foi inaugurado em 12 de Abril de 1936 (Thiago Vinholes)
A entrada de mais empresas vai colorir o pátio de Congonhas, hoje dominado pela Gol e Latam (Airway)

As companhias que herdaram os horários diários de partidas e chegadas (slots) da Avianca Brasil em Congonhas já registraram no sistema da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) os destinos para onde pretendem voar a partir do aeroporto em São Paulo. As informações estão na base de dados da ANAC sobre slots, disponível online.

Os 41 slots em Congonhas que pertenciam à Avianca Brasil foram distribuídos pela ANAC entre a Azul (15 slots), Passaredo (14) e MAP Linhas Aéreas (12). Outros 14 horários foram reservados para a Two Flex, mas operando na pista auxiliar do aeroporto.

Em contato com o Airway, a ANAC explicou que a base de dados contém os voos solicitados pelas companhias entrantes que foram analisados e previamente aprovados e as propostas restritas. Todavia, a agência acrescentou que as informações sobre os slots são atualizadas diariamente e os voos programados podem mudar, tanto os horários como os destinos. A aprovação final sobre os novos voos a partir de Congonhas será divulgada no próximo dia 9 de agosto.

Azul na ponte aérea Rio-SP

O desconto da Azul na Black Friday é 20%, válido para voos com embarques em 2018 (Airbus)
A Azul ocupar seus novos slots em CGH com jatos A320neo para 174 passageiros (Airbus)

Como mostram os dados da ANAC, a Azul reservou toda sua nova cota em Congonhas para operar na ponte aérea Rio-SP (com destino no aeroporto Santos Dumont). Os voos da companhia estão programados para começar entre 27 de outubro e 2 de novembro e valem até o final de março de 2020, quando será definido se as empresas entrantes podem continuar utilizando os horários no aeroporto.

Consultada pela reportagem sobre o registro dos voos no banco da ANAC, a Azul preferiu não comentar e afirmou que a decisão final será divulgada na próxima segunda-feira (9).

Passaredo focada em Ribeirão Preto

A Passaredo opera atualmente nove turbo-hélices ATR 72 (Divulgação)
A Passaredo opera com aeronaves turbo-hélice ATR 72 (Divulgação)

O sistema da agência antecipa que a Passaredo pode concentrar seus horários no aeroporto central de São Paulo em voos diários para Ribeirão Preto, onde fica a principal base da companhia regional.

Apesar dos registros na base da ANAC, a Passaredo ainda não confirma quais serão seus destinos a partir de Congonhas. Ao Arway, a companhia disse que “está em estudo, elaborando uma malha estratégica para operar no Aeroporto de Congonhas”.

MAP em até seis estados

Das novas entrantes em Congonhas, a MAP é a que pretende atender mais destinos com seus slots em Congonhas. De acordo com os dados da ANAC, a empresa já tem aprovados voos para Araraquara (SP), Bauru (SP), Ponta Grossa (PR), Dourados (MS) e Rio Verde (GO), a partir de 27 de outubro.

A companhia de Manaus também pediu permissões para voar de Congonhas para Rondonópolis (MT) e Campos dos Goytacazes (RJ), mas esses trechos ainda não foram aprovados pela ANAC.

Assim como a Passaredo, a MAP vai operar em congonhas com o ATR 72 (MAP)

As empresas que solicitam voos em Congonhas precisam comprovar os requisitos exigidos pelo operador aeroportuário e o órgão de controle de espaço aéreo. Com a aprovação dessas partes, a ANAC libera o voo solicitado pela companhia.

A assessoria de imprensa da MAP confirmou ao Airway os planos de voar para os destinos registrados no sistema da ANAC, mas ressaltou que podem haver mudanças até o dia 9 de agosto. A companhia ainda está analisando quais destinos podem ser mais rentáveis e como atendê-los, disse o representante da empresa.

Two Flex no interior de SP

A TwoFlex possui a maior frota de monomotores Cessna 208 Grand Caravan do Brasil (Divulgação)

Operando a partir da pista auxiliar de Congonhas, a Two Flex aparece no sistema da ANAC com voos para Barretos, Bauru e Franca. A empresa aérea de Jundiaí voa com monomotores Cessna Caravan com capacidade para nove passageiros.

A assessoria de imprensa da companhia respondeu ao Airway que pretende voar para os destinos solicitados e também para o aeroporto de Jacarepaguá (RJ), que ainda não aparece no sistema da ANAC.

Veja mais: Quarto protótipo do jato chinês C919 realiza voo inaugural

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gastão Borges
Gastão Borges
2 anos atrás

Bom dia sou uberabense , gostaria de alertar as companhias aéreas que receberam slots no aeroporto de Congonhas advindos da Avianca, que o Uberaba é um potencial para receber voos ,a cidade é muito mal atendida pela companhia aérea que atua aqui , só tem voos para Confins , a companhia que colocasse voos para São Paulo e Brasília com certeza teria êxito.
Principalmente as companhias que trabalham com aeronaves pequenas como sugestão poderia ter voos com escala em Uberaba com voos originados em Congonhas

de São Paulo com destino a muitas outras cidades do interior de Minas gerais , Goiás e mato grosso , uma sugestão também seria utilizar o aeroporto da Pampulha em Belo Horizonte , praticamente companhia aérea nenhuma desce no aeroporto da Pampulha e a procura é muito grande. ( Sugestão : Congonhas escala em Uberaba destino final Pampulha. Vice-versa volta.
Isso para não falar as inúmeras outras possibilidades existe.

Previous Post

Aeromexico entre o E195-E2 e o A220 para renovar sua frota

Next Post

Drone invisível aos radares, Sukhoi Su-70 realiza primeiro voo

Related Posts