Dois grupos devem disputar controle da ITA Airways

Consórcio entre Lufthansa e MSC e fundo Cestares, em parceria com Air France-KLM e Delta, seriam os concorrentes no leilão pela nova transportadora italiana
A320 da ITA Airways (ITA)

O governo da Itália teria recebido proposta pela ITA Airways de dois concorrentes, segundo a imprensa do país. Um deles seria o consórcio formado pela MSC e a Lufthansa. O outro participante do leilão seria o fundo Certares, que formou uma parceria com a Air France-KLM e a Delta Air Lines – as empresas, no entanto, não comentaram o assunto a outlets europeus.

Havia a expectativa que o Indigo Partners, dono de várias companhias aéreas de baixo custo, também participasse da concorrência, mas o grupo teria desistido.

A Lufthansa e a MSC teriam proposto adquirir 80% do controle acionário da ITA Airways. A gigante do transporte marítimo pretende ficar com 60% da companhia aérea que substituiu a Alitalia desde outubro de 2021, segundo fontes da Reuters.

A negociação é estimada entre US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões, de acordo com a imprensa italiana. O governo pretende concluir o processo de venda até o final de junho.

Porção sadia da Alitalia

A ITA Airways foi criada pelo governo italiano como uma solução mais atraente de empresa aérea de bandeira após o fracasso nas várias tentativas de vender o espólio da Alitalia. Para isso, a nova companhia assumiu parte das rotas, aviões e funcionários da antecessora, além de ter recebido uma injeção de recursos estatais para dar início às suas operações.

A empresa ficou com pouco mais de 50 aeronaves que voavam na Alitalia, mas já deu início à renovação da frota ao receber os primeiros Airbus A350 e fechar um pedido de 28 jatos novos junto à fabricante europeia.

 

 

Total
27
Shares
Previous Post

Força Aérea e Marinha abrem mão de helicópteros H225M para receberem o H125 Esquilo

Next Post

Em vídeo, Embraer mostra detalhes dos cargueiros E190F e E195F

Related Posts
Total
27
Share