EADS fora do Air Force One

Airbus A380 Air Force 1

Neste momento a EADS América do Norte (NA) diz não pretender responder ao pedido de informações (request for information) feito pela Força Aérea Americana com o propósito de substituir sua frota de aeronaves de transporte presidencial Boeing 747-200 VC-25 ou Air Force One (AF-1).
Embora a concorrência anunciada seria bombástica, e a melhor escolha pareceria o Airbus A380, a EADS insiste que só os interesses de negócios guiaram a sua decisão. A USAF planeja comprar somente três aeronaves. A justificativa da EADS NA é que o pedido é pequeno e que não justifica ocupar a linha de montagem e mover profissionais de engenharia da Europa para os Estados Unidos – dois princípios-chave da sua estratégia de crescimento nos EUA.

“Depois de um cuidadoso estudo, determinamos que a participação no programa AF-1 não nos ajudaria a estabelecer negócios objetivos nesta empreitada”, disse um porta-voz da EADS NA. Mas a empresa européia ainda está ativa no mercado de defesa americano. A EADS NA continua envolvida na concorrência KC-X com a parceria da Northrop Grumman, e está considerando financiar o Helicóptero de Reconhecimento Armado (ARH), e vai entregar 322 helicópteros utilitários leves UH-72A para o Exército.

A EADS de início confirmou o interesse em participar da concorrência AF-1 em outubro de 2007. A empresa foi convidada a fornecer dados sobre o A330, A340 e A380 como parte de um plano de análises alternativas.
Na época a EADS disse que forneceria dados para a USAF sobre o A380 assim como o faz para qualquer outro cliente.
A Boeing agora é o único fornecedor restante para o contrato AF-1. A USAF está procurando por uma aeronave tipo widebody que abrangem os modelos 767, 777, 787 e 747-8.

Total
0
Shares
Previous Post

Tiger francês em guerra

Next Post

Motor TP400 do A400M alcança potência máxima

Related Posts