Embraer vai investir mais de 100 milhões euros em Portugal

Montante será aplicado na planta de Évora e outra parte na OGMA, empresa portuguesa de aviação com participação da Embraer
A fábrica da Embraer em Évora produz componentes metálicos e de material composto (Thiago Vinholes)
A fábrica da Embraer em Évora produz componentes metálicos e de material composto (Thiago Vinholes)
A fábrica da Embraer em Évora produz componentes metálicos e de material composto (Thiago Vinholes)
A fábrica da Embraer em Évora produz componentes metálicos e de material composto (Thiago Vinholes)

A Embraer vai investir pesado em Portugal. Em encontro com a imprensa no país provido pela fabricante, Paulo Marchiotto, presidente da operação na região, afirmou que que 93,6 milhões de euros (cerca de R$ 301,8 milhões) na expansão da fábrica em Évora, onde são produzidas partes importantes das aeronaves da fabricante brasileira.

Segundo o executivo, o objetivo desse novo investimento é sustentar o desenvolvimento e fabricação das novas aeronaves da Embraer, em especial o cargueiro militar KC-390 e os novos modelos comerciais da família E-Jets E2.

Já outros 10 milhões euros, segundo Marchiotto, serão investidos na OGMA, empresa portuguesa de manutenção de aeronaves civis e militares e fabricante de componentes aeronáuticos.

A OGMA é uma das empresas aeronáuticas mais antigas do mundo, fundada em 1918. Atualmente, 65% da companhia pertence a Embraer, adquiridos a partir de 2005, e os 35% restantes são controlados pelo governo português.

Évora

A fábrica da Embraer em Évora, no sul de Portugal, conta com duas linhas de produção: uma para materiais metálicos e outra para construção de componentes em material composto.

As peças produzidas na unidade portuguesa são enviadas de navio para as fábricas da Embraer no Brasil e nos Estados Unidos, onde são produzidos os jatos executivos das séries Phenom e Legacy.

Viagem realizada a convite da Embraer.

Veja mais: Embraer apresenta KC-390 em Portugal

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
antonio carlos
antonio carlos
5 anos atrás

Espero que a repercussão tenha sido estrondosa e anunciou quantos verde-amarelos força Aérea portuguesa vai comprar. Qualquer ajudar de marketing é válida para ajudar a vender o cargueiro da EMBRAER/Portugal. Agora será a feira de Farnborough e lá tem que marcar presença. Senão o ano da empresa vai ser tenebroso.

Fernando
Fernando
5 anos atrás

Apesar de ser bastante lógico, um jornal português repercutiu hoje que a estratégia é potencializar o acesso da Embraer ao mercado comum europeu.

ivo
ivo
5 anos atrás

Todas as empresas que podem , estao montando negocios no exterior , usando muitas explicaçoes , mas na verdade ta muito complicado montar e manter um negocio qui no Brasil.
Nao so os impostos , mas toda a enorme regulamentaçao estatal nos empurram pra fora do pais. Parece que nao nos querem aqui.
Tem muita empresa indo embora , ate para o Paraguai .
Consulte sobre o tema que vai ver que e verdade.

Previous Post
Um 747 da KLM pousando com 'crosswind': perícia e técnica para uma operação segura

Entenda o “crosswind”, o pouso com vento cruzado

Next Post
A Azul fez uma encomenda de 63 jatos Airbus A320neo (Airbus)

Azul anuncia voos com o Airbus A320neo a partir de novembro

Related Posts