ERJ-145 sofre excursão de pista em aeroporto na Nigéria

Incidente com a jato da Embraer operado pela United Nigeria Airlines ocorreu no Aeroporto Murtala Muhammed, na capital Lagos
ERJ-145 da United Nigeria Airlines após o incidente no aeroporto de Lagos, em maio deste ano (Twitter)

Um jato regional Embraer ERJ-145 operado pela companhia United Nigeria Airlines sofreu ontem (31/5) um incidente de excursão de pista depois de pousar no Aeroporto Murtala Muhammed, em Lagos, capital na Nigéria.

A aeronave proveniente de Abakaliki transportava 50 passageiros e tripulantes. Todos os ocupantes desembarcaram em segurança do avião, que parou numa área gramada com o trem de pouso dianteiro colapsado entre a pista de pouso e decolagem e a taxiway no aeroporto em Lagos.

Em comunicado, a United Nigeria Airlines reconheceu o incidente de pouso, dizendo: “a aeronave pousou com segurança, mas foi forçada a interromper seu movimento para o pátio da pista”.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

Após o ocorrido, a Autoridade Aeroportuária Federal na Nigéria (FAAN, na sigla em inglês) ordenou o fechamento do aeroporto em Lagos até a aeronave ser removida da área de risco. A pista foi liberada para pousos e decolagens após cerca de duas horas. A causa do incidente está sendo investigada.

O ERJ-145 que saiu da pista em Lagos é o modelo com matrícula 5N-BWW. Essa aeronave foi entregue pela Embraer em 2002 à extinta empresa regional ExpressJet, dos Estados Unidos.

Este é o segundo incidente grave no qual o 5N-BWW se envolve a serviço da United Nigeria Airlines. Em novembro de 2021, o aparelho sofreu uma falha de motor depois de decolar do aeroporto de Abuja e retornou ao mesmo local após 10 minutos de ter declarado a situação de emergência.

A United Nigeria Airlines possui quatro jatos ERJ-145 (UN)

A investigação desse primeiro incidente apontou que o gravador de dados do voo da aeronave não registrou o evento. Não só isso, o equipamento estava sem funcionar há nove meses.

Total
0
Shares
Previous Post

Comprado por Bolsonaro, KC-30 deve virar avião presidencial de Lula

Next Post

CEO da Boeing minimiza estreia do jato chinês COMAC C919

Related Posts
Total
0
Share