Ethiopian Airlines torna-se nova cliente do A350-1000

Aeronave de maior capacidade da Airbus será a primeira a voar por uma companhia aérea africana
A Ethiopian possui 16 A350-900 em sua frota (John Taggart)

A Ethiopian Airlines decidiu converter quatro pedidos do A350-900 pendentes na variante de maior capacidade, A350-1000, revelou a Airbus nesta quinta-feira.

A empresa aérea etíope será a primeira na África a operar o modelo. A Ethiopian tem um acordo para 22 aeronaves A350, dos quais 16 já foram entregues. Restam, portanto, dois A350-900 e os quatro A350-1000.

“O A350-1000 é o mais adequado para nossas rotas densas e acreditamos que o upsizing será fundamental para atender à crescente demanda de clientes em nossa vasta rede global nos cinco continentes. Continuaremos nos mantendo a par dos avanços da tecnologia da aviação para aprimorar nosso serviço e atender à demanda dos clientes”, disse o CEO do Ethiopian Airlines Group, Mesfin Tasew.

O A350-1000 pode transportar até 410 passageiros numa configuração de três classes, 60 a mais que o A350-900. Além disso, oferece uma autonomia superior em quase 800 km.

Os quatro A350-1000 serão os primeiros a voar por uma companhia africana (Airbus)

Embora seja uma conversão de pedido existente, os quatro A350-1000 da Ethiopian são o segundo acordo pela aeronave em 2022. Apenas a Qantas Airways selecionou a atual maior aeronave em produção da Airbus neste ano quando fechou um pedido para 12 jatos no final de junho.

Até o momento, existem 164 pedidos firmes pelo A350-1000, 64 deles entregues até o mês passado.

 

Total
30
Shares
Previous Post
Boeing 787 Dreamliner

Boeing prevê retomada das entregas do 787 enquanto Airbus posterga aumento na produção do A320

Next Post

Fusão entre JetBlue e Spirit vai criar “gigante” de baixo custo nos EUA

Related Posts
Total
30
Share