EUA aprovam projeto de avião “esquisito”

Drone com motores elétricos e uma turbina será capaz pousar e e decolar na vertical
O primeiro protótipo da aeronave deve ser apresentado em 2018 (Aurora)
O primeiro protótipo da aeronave deve ser apresentado em 2018 (Aurora)
O primeiro protótipo da aeronave deve ser apresentado em 2018 (Aurora)
O primeiro protótipo da aeronave deve ser apresentado em 2018 (Aurora)

A Agência de Pesquisa e Projetos Militares dos Estados Unidos, abreviada na sigla em inglês DARPA, deu sinal verde nesta sexta-feira para o desenvolvimento de uma aeronave com motorização híbrida e capaz de realizar pousos e decolagens verticais, como um helicóptero. Mas prepara-se, vem aí um avião bem estranho.

Trata-se do projeto VTOL X-Plane Lighting Strike, sugerido pela empresa de engenharia aeronáutica Aurora Flight Science, que deixou para trás concorrentes tradicionais na disputa pelo contrato, como a Boeing e uma parceria formada entre a Lockheed Martin e a Sikorsky.

A proposta foi lançada pela DARPA no início deste ano, pedindo um veículo não-tripulado VTOL (Pouso e decolagem vertical) com motorização híbrida. Para tocar o projeto, a Aurora recebeu US$ 89,4 milhões e o trabalho deve ser feito rápido.

A empresa precisa apresentar um “demonstrador de tecnologia” (protótipo) até setembro de 2018. Acha muito tempo? Talvez nem tanto para um avião que vai precisar de 24 motores elétricos, uma turbina, geradores, além de um complexo sistema de asas basculantes para decolar.

A propulsão do Lighting Strike começa com a turbina Rolls-Royce AE 1107, a mesma usada no V-22 Osprey. A força desse motor vai movimentar três geradores elétricos, que por sua vez terão de alimentar os 24 motores elétricos nas asas e cada um com sua própria hélice.

O pouso e decolagem verticais serão realizados com ajuda dos movimentos das asas, direcionando o fluxo de ar para baixo. Ao todo, a Aurora estima que o conjunto de motores elétricos deverá gerar cerca de 4.000 cavalos de potência.

Cadê o piloto? O projeto da DARPA pede uma aeronave não-tripulada (Aurora)
Cadê o piloto? O projeto da DARPA pede uma aeronave não-tripulada (Aurora)

De acordo com a Aurora Flight Sciences, a aeronave, com com peso de até 5.400 kg, poderá alcançar a velocidade máxima de 550 km/h, superando o desempenho de qualquer helicóptero atual. Será que vinga?

Veja mias: Entenda o significado das “placas” do aviões

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
4 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Franze
Franze
6 anos atrás

14 bis é você?

Aloísio A Lopes
Aloísio A Lopes
6 anos atrás

Aurora! Este nome é familiar, estão querendo esconder o quê? Desde quando temos um aparelho chamado Aurora que ninguém viu???

Mauro
Mauro
6 anos atrás

14 Bis vitaminado voltando com Tudo

Tronnos
Tronnos
6 anos atrás

Sim, é o 14 BIS em versão moderna. Santos Dumont sabia mais do que mostrava, ai temos a prova viva.

Previous Post
Projeção artística do Tiangong 1, o laboratório espacial chinês que está em órbita desde 2011 (ApolloSaturn)

China vai lançar laboratório espacial no segundo semestre

Next Post
Companhias brasileiras: quem domina os 20 maiores aeroportos do Brasil

Conheça quais são as “donas” dos aeroportos brasileiros

Related Posts