EUA suspeita de satélite russo com capacidade de ataque

País vem monitorando as atividade do satélite militar russo Kosmos 2504, que pode realizar manobras no espaço
Para abater outros satélites com precisão, um satélite militar precisa se movimentar no espaço para alcançar o alvo (Foto - Domínio Público)
Para abater outros satélites com precisão, um satélite militar precisa se movimentar no espaço para alcançar o alvo (Foto – Domínio Público)
Para abater outros satélites com precisão, um satélite militar precisa se movimentar no espaço para alcançar o alvo (Foto - Domínio Público)
Para abater outros satélites com precisão, um satélite militar precisa se movimentar no espaço para alcançar o alvo (Foto – Domínio Público)

A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) está vigiando de perto o satélite militar russo Kosmos 2504 que anda um tanto “agitado” no espaço. Segundo porta-voz da USAF ouvido pelo site Space News, o aparato realizou pelo menos 11 manobras. Tal capacidade de movimentação é típica de uma arma anti-satélite, como afirmam as autoridades nos EUA.

O Kosmos 2504 foi lançado em março deste ano a partir do “Cosmódromo” de Plesetsk, na Rússia, e desde então vem sendo monitorado por militares da Base Aérea de Vandenberg, na California. De acordo com a USAF, a capacidade de manobra do satélite russo é “consistente”, mas não indica necessariamente que tenha armas.

As manobras foram iniciadas em abril, sendo a mais recente no início deste mês. Em pelo menos um dos casos, a USAF afirma que o satélite parece se acoplar ao foguete que o lançou ao espaço. Não só isso, o satélite russo está em uma órbita mais alta, o que segundo analistas miliares evidencia a capacidade de manobra do Kosmos 2504, que se de fato for armado pode ter capacidade para atacar satélites de outras nações.

Outro satélite russo, o Kosmos 2499, lançado em 2014, também demonstrou capacidade de realizar manobras em órbita, o que exige um complexo sistema de controle e orientação. Os dois satélites realizam manobras a velocidades muito baixas, necessárias para realizar uma aproximação segura com outros objetos em órbita.

Veja mais: Brasil planeja lançar satélite militar em 2016

Ainda não é clara a intenção da Rússia com seus novos satélites militares, suspeitos de carregarem armamentos. Outra hipótese é de que os experimentos podem fazer parte de um novo programa de encaixe de objetos espaciais promovido por militares russos.

E não é de hoje que a Rússia sabe como projetar satélites com capazes de se movimentar no espaço. Na década de 1980, ainda no período da Guerra Fria, um satélite russo conhecido como Naryad já demonstrava a capacidade de realizar manobras a mais de 1.000 km da superfície da Terra.

Total
1
Shares
0 0 votes
Article Rating
31 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vladimir
6 anos atrás

Daquele lado pode-se esperar de tudo! O espírito “sovietiko” permanece incrustado… o “xephe” supremo lá é um cagebista nato…

Adalberto J Silva
Adalberto J Silva
6 anos atrás

E o que se pode esperar do X-37B americano, Vladimir? Spray perfumado?

PAULISTA
PAULISTA
6 anos atrás

Conclusão: Enquanto os russos estão indo com o ‘milho’, os americanos já estão voltando com o ‘fubá’.

John
John
6 anos atrás

Quero ver ele fazer um kickflip igual ao que eu faço.

Putin
6 anos atrás

Com certeza meu caro.

Immer Sonnen
Immer Sonnen
6 anos atrás

Na exploração do espaço, os americanos fazem muita propaganda, mas quem tem mais conhecimento são os russos.

Cezar
Cezar
6 anos atrás

Rsssss…
Passa o tempo, e os Yankess continuam morrendo de medo dos Russos, na diplomacia tentam passar ao mundo que não tão nem ai, o que não é verdade, eles (os militares Yankees) morrem de medo. Sem contar que a Rússia tem “coisas” no espaço que ninguém consegue decifrar mesmo hoje com toda tecnologia. Quem viver verá… Rssssss.

Juca
Juca
6 anos atrás

Parabéns a Rússia destruindo os satélites inimigos inutiliza maioria dos armamentos do país que pensa ser o dono do mundo.

Marcus
Marcus
6 anos atrás

Interessante o pessoal que e a favor da Russia, nao sabem de nada inocentes. Somos livre e temos acessos a muitas coisa gracas aos Americanos.

EUGENIO CARLOS ARIMA
EUGENIO CARLOS ARIMA
6 anos atrás

RUA JULIO WILLERDING

Eu
Eu
6 anos atrás

Enquanto os gringos borram as botas, o russos se preparam…

Antonio
Antonio
6 anos atrás

Desde que nao ataque os míseros satélites brasileiros , não tirando minha tv a gato do ar , tá valendo

Zaroastro Medrano
Zaroastro Medrano
6 anos atrás

E os EUA, tem quantos satélites desse tipo?

Palmeira
6 anos atrás

Ninguém gosta de ser inferior, e na corrida das tecnologias todos querem ser superior, tomara que quem conseguir o melhor desempenho não seja radical como superior, mantendo os recursos para benefícios e não para malefícios
.

Rodrigo
Rodrigo
6 anos atrás

“Somos livres graças aos americanos” HAHAHAHAHAHAHA

Regis
Regis
6 anos atrás

A paz no mundo depende da divisão do poder,
Os santinhos dos americanos mataram mais de 200 mil pessoas com a bomba atômica no Japão. Financiaram ditaduras, espionagem, etc.
Os russos mataram milhares na Armênia, os Alemães nem se fale…veja o Holocausto.. China, Japão, etc… A Inglaterra então..diga-se o apartheid na Africa do Sul entre outras coisas… Israel e a tomada de território a força…o não monopólio do poder é garantia de paz no mundo..
Nenhum pais no mundo é santo..até o Brasil no massacre do Paraguai…

Ademir
Ademir
6 anos atrás

Vejo os caras se debatendo apoiando um dos lados mas eles (os dois) tem a capacidade de destruir o mundo todo. Eu não dei direito a ninguém para decidir isso. Esse tipo de coisa é absurda ficar nas mãos de duas nações egocêntricas.

Flavio
Flavio
6 anos atrás

A criatura pode se voltar contra o criador. Destruindo um satélite ou dois, pode gerar uma cadeia de destruição que deixará o mundo sem comunicações.

Affonso Celso Guarini
Affonso Celso Guarini
6 anos atrás

Belo blefe. O que o resto do mundo ainda não percebeu, é que os EUA, a OTAN, e a Russia são aliados há tempos. O problema comum agora não é mais um confronto entre a Russia e os EUA/OTAN mas sim, a união dos países islâmicos e o próprio EI. Falta a China se decidir e tomar partido.

Juca que fura
Juca que fura
6 anos atrás

Fala com o Steve Jobs…

Leandro
Leandro
6 anos atrás

Esse Paulista não sabe nem o que está falando.
Me envergonha de ser paulista , porque essa geração de novos paulistas são desprovidos de inteligência.
Os russos possuem um tecnologia militar e espacial muito mais avançada que os americanos. A famosa bomba atômica quem criou foi o Italiano Enrico Fermi e ( americanizado pelos EUA ) e Julius Oppenheimer , alemão americanizado pelos EUA.

carlos
6 anos atrás

nao esqueça que foi os americanos que colocou a ditadura no brasil

carlos
6 anos atrás

acho que tem que ter um enquilibro pra um nao se achar que pode tudo

nany
nany
6 anos atrás

Americanos metido a besta! La esta um presidente que se mostra bonzinho…hahahah como o diabo quando quer tragar um coitado qualquer……primeiro ja se vê que o cara nem Deus no coraçao nao tem…e quem nao tem um no coraçao tem outro……nem precisa falar mais né…nao é atoa que os americanos estao comprando tanques e mais tanques de guerra…ultimamente
…boas intençoes no coraçao é q nao tem!…

Leonardo
Leonardo
6 anos atrás

Caro Marcus, somos livres mesmo? Se for para consumir produtos fabricados no país, mas que remetem seus lucros para os seus países de origem, então SIM. Se for para obedecer às imposições do grande capital, mancomunado com tais empresas, então SIM. Se for para nos mantermos atrelados cultural e economicamente às coleiras de tais influências, então SIM, somos isso mesmo: Livres como um cão preso a uma corrente de 2m e meio, anestesiado pela mídia desta mesma estirpe.

john
john
6 anos atrás

Uns baba ovos da Rússia. A Rússia morre de medo da Otan em suas fronteiras.

Pinheiro
Pinheiro
6 anos atrás

Tomara que os dois lados (EUA/OTAN e Rússia) se arrebentem.

Paulo Frassinetti de O. Jacques

parabens aos russos americanos são metidos, querem ser donos do mundo.

Fugiro Nakombi
Fugiro Nakombi
6 anos atrás

O cara falar que temos liberdade graças aos americanos foi demais .kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Carlos
Carlos
5 anos atrás

parece que os americanos morderam a isca enquanto os estados unidos vem com a farinha os russos fizeram o bolo

Everton Fernandes
Everton Fernandes
5 anos atrás

EUA é um PAÍS assassino que matOU civis no japão, que mata civis no leste da ucrânia, na síria, financia terroristas no oriente e vocês ainda tem coragem de falar bem de um governo desse?. Se a Rússia está fazendo isso é para se defender de hipócritas como este país mentiroso do EUA.

Previous Post
O terminal para animais em NY vai ter até um spa para animais de estimação (Foto - Fast Company)

Aeroporto de Nova York terá terminal exclusivo para “pets”

Next Post
Neymar posa na escada de seu jatinho particular, um Embraer Phenom 100E (Foto - Instragram)

Conheça o jatinho particular usado por Neymar

Related Posts