Exóticos Osprey completam voo recorde até o Brasil

Aeronaves de rotores basculantes viajaram da Califórnia até o Rio de Janeiro para participar do exercício militar UNITAS 2015
Os Osprey viajaram mais de 9.000 km entre os EUA e o Rio de Janeiro (US Marine Corps)
Os Osprey viajaram mais de 9.000 km entre os EUA e o Rio de Janeiro (US Marine Corps)
Os Osprey viajaram mais de 9.000 km entre os EUA e o Rio de Janeiro (US Marine Corps)
Os Osprey viajaram mais de 9.000 km entre os EUA e o Rio de Janeiro (US Marine Corps)

É um avião ou é um helicóptero? O MV-22B Osprey é uma mistura dessas das duas coisas e o resultado é uma incrível aeronave para as chamadas missões de “assalto-anfíbio”. E essas curiosas “aves” estão no Brasil: três aparelhos do US Marine Corps (Fuzileiros Navais dos Estados Unidos) viajaram da base de San Diego, na Califórnia, até o Rio de Janeiro (RJ) para participar do exercício militar UNITAS 2015, que termina amanhã (24).

A viagem dos Ospreys até o Brasil foi a maior já realizada por esses aparelhos em seus pouco mais de oito anos de operação nos EUA. As aeronaves decolaram de base dos Marines em Miramar na última sexta-feira (13) e pousaram no Rio de Janeiro cinco dias depois. Devido ao mal tempo, os modelos tiveram de fazer uma pausa em Trinidad & Tobago.

A viagem de 9.864 km dos três Osprey teve o apoio de dois aviões-tanque KC-390 Hércules das forças armadas dos EUA, que reabasteceram as aeronaves em pleno voo em diversas fases do voo até RJ, onde ficou baseado para os exercícios.

Durante os exercícios no UNITAS 2015, que envolve as forças armadas do Brasil, México, Canadá, Chile, Peru e Reino Unido, os Osprey vão participar de simulações de assistência anfíbia, alívio a desastres e ajuda humanitária. Com o término das operações, as aeronaves dos Marines devem retornar a Califórnia ainda nesta semana.

Multi-avião

O MV-22 Osprey, desenvolvido em parceria entre a Bell e a Boeing, é um ousado projeto que levou os helicópteros a uma nova dimensão de capacidades, tornando-os em alguns momentos em legítimos aviões de asa fixa. Devido a configuração dos rotores basculantes, o Osprey pode decolar e pousar na vertical, como um helicóptero comum, e ao mover seus motores para a horizontal pode voar em alta velocidade, como um avião de transporte.

O aparelho pode alcançar até 510 km/h e tem autonomia de 722 km, o que permite por exemplo decolar de um navio e penetrar profundamente em territórios e lançar tropas atrás do inimigo. Além disso, o Osprey também é bem maior que um helicóptero: pode transportar até 32 soldados armados ou nove toneladas de suprimentos. A aeronave também carregar um jipe ou peças de artilharia pesada presos a um gancho externo e desembarcá-los em zonas de combate.

Veja mais: Caças do Brasil e EUA se enfrentam em exercícios

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marvim
Marvim
6 anos atrás

O aviao usado pra reabastecimento nao seria um C130, o KC390 sera o embraer.

Marcelo
6 anos atrás

Operação cavalo-de-tróia.
Ficam conhecendo a fundo as nossas forças armadas, para uma futura necessidade de enfrentamento.
Santa Ingenuidade !!!

Anderson
Anderson
6 anos atrás

Caro Marcelo

Até sem conhecer a fundo nossas forças armadas, estaríamos ferrados em caso de enfrentamento.

Siezio
Siezio
6 anos atrás

Para que o brasil ira enfrentar os EUA. Nao temos chance de sair dos quarteis. Seria uma igenuidade chegar ate o ponto de ter de enfrentar um EUA numa batalha.

EduSantos
EduSantos
5 anos atrás

Cara eles acabam com Brasil sentados vendo final do basquete!!!

Previous Post
O HondaJet já acumula mais de 100 pedidos pelo mundo (Honda Aircraft Company)

HondaJet já está pronto para ser certificado

Next Post

Fokker 100 se despede do Brasil

Related Posts