Força Aérea Brasileira está prestes a receber seu primeiro jato Phenom 100

Imagens que circulam em redes sociais revelaram o primeiro avião, com a designação U-100, sendo finalizado nas instalações da Embraer
O primeiro PHenom 100 da FAB quase pronto (Reprodução/Redes sociais)
O primeiro PHenom 100 da FAB quase pronto (Reprodução/Redes sociais)

A Força Aérea Brasileira está prestes a receber uma nova aeronave em sua frota, o jato executivo Phenom 100, da Embraer. Imagens que circularam nos últimos dias nas redes sociais mostram o primeiro exemplar do avião sendo concluído nas instalações da fabricante.

O jato executivo inclusive já ostenta sua designação militar U-100 e registro (3701) além do esquadrão em qual ficará alocado, o 6º ETA (Esquadrão de Transporte Aéreo), também conhecido como “Esquadrão Guará” e que faz parte da ALA 1 da FAB sediada na área militar do Aeroporto Juscelino Kubitschek, em Brasília.

De acordo com o site Aeroentusiastas, a FAB teria encomendado quatro unidades do Phenom 100EV com opção para mais duas aeronaves. O Esquadrão Guará tem um papel bastante versátil na força e por isso reúne aviões variados como o C-95 Bandeirante, o C-97 Brasilia, C-98 Grand Caravan e U-35 e U-55, este último recebido no final do ano passado.

Tradicional cliente

Como era de se esperar, a Força Aérea Brasileira é um tradicional cliente da Embraer e opera ou já operou quase todos os aviões produzidos por ela. Curiosamente, o Phenom era uma das raras exceções, afinal outros jatos civis foram adotadas pela Aeronáutica, como ocorreu recentemente com o Legacy 500. O jato executivo de médio porte assumiu a função de avião-laboratório que antes era realizada pelos Bandeirante e jatos Hawker 800XP.

Na nova função, o Legacy recebeu a designação IU-50 e tem atuado na calibração de equipamentos de auxílio à navegação como ILS, utilizados em pouso por instrumentos.

O Phenom 100EV é a versão aprimorada do menor jato executivo da Embraer, capaz de transportar de quatro a sete passageiros a até 2.182 km de distância. Ele é equipado com dois turbofans PW617F1-E da Pratt&Whitney e aviônicos Prodigy Touch Flight Deck. Curiosamente, o modelo já opera em outras forças aéreas como a paquistanesa e a também pelo governo britânico.

Os jatos da Embraer encomendados pelo Reino Unidos serão operados pela Affinity Flight Training Services (Divulgação)
Os jatos da Embraer encomendados pelo Reino Unidos serão operados pela Affinity Flight Training Services (Divulgação)

Veja também: Embraer KC-390 vai estrear com a FAB nas próximas semanas

Total
0
Shares
4 comments
  1. O que esqueceram de mencionar é que esses aviões servirão pra transportar políticos que tem medo de serem cobrados de sua atuação pelo povo nos aeroportos e vôos comerciais. Ministros do STF q não podem aparecer em público também farão bom uso. Pobre FAB q tem q operar dessa forma sem reclamar.

Comments are closed.

Previous Post

ATR recebe 75 pedidos no Paris Air Show

Next Post

Mitsubishi Aircraft afirma ter cliente americano para o SpaceJet M100

Related Posts