Futuro caça da FAB, novo Gripen deve voar ainda neste semestre

Primeiras aeronaves estão programadas para serem entregues ao Brasil a partir de 2019
O Gripen NG será o primeiro caça da FAB com tecnologias de última geração (Saab)
O Gripen NG será o primeiro caça da FAB com tecnologias de última geração (Saab)
O Gripen NG será o primeiro caça da FAB com tecnologias de última geração (Saab)
O Gripen NG será o primeiro caça da FAB com tecnologias de última geração (Saab)

Após adiar o primeiro voo do Gripen E no final do ano passado, a Saab desta vez deve se adiantar com o cronograma de desenvolvimento da nova geração do caça, que no Brasil é conhecido como “Gripen NG”.

Em entrevista ao site Flight Global, Jerker Ahlqvist, chefe do programa de desenvolvimento do novo Gripen, afirmou que o modelo deve decolar antes do final do segundo trimestre deste ano. No último informe o primeiro voo era previsto para o segundo semestre de 2017.

“Até agora, tudo está indo de acordo com o plano, e parece realmente promissor”, afirmou Ahlqvist. Como apontou a publicação norte-americana, o novo anúncio da fabricante é uma forma de intensificar seus esforços para vender a nova geração do Gripen, além de promover as versões anteriores (C e D), que também são oferecidas no mercado internacional.

Segundo Ahlqvist, as primeiras entregas do Gripen E começarão em 2019 para a Força Aérea da Suécia, seguida das unidades para o primeiro cliente de exportação, que é o Brasil. Ao todo, a Força Aérea Brasileira (FAB) encomendou 36 unidades do Gripen NG, sendo que parte deles serão fabricados no Brasil, na instalação da Embraer em Gavião Peixoto (SP).

Até o momento, um protótipo do novo Gripen já realizou testes de táxi em baixa velocidade em Linköping, onde fica a fábrica da Saab, na Suécia. Como relatou a empresa no final do ano passado, o primeiro voo do caça foi polstergado para haver mais tempo de “se aprofundar na nova arquitetura de softwares” da aeronave.

O Gripen E está sendo submetido a testes de solo na Suécia (Saab)
O Gripen E está sendo submetido a testes de solo na Suécia (Saab)

“Vemos que correções para o software que precisamos fazer ocorrem muito rapidamente”, disse Ahlqvist, a respeito dos programas de computador que controlam os variados sistemas da aeronave. “Podemos fazer uma mudança e, em seguida, introduzir uma nova carga de software na aeronave dentro de dias, algo que anteriormente poderia levar semanas ou meses. Isso nos dá confiança de que o programa vai cumprir o seu calendário e etapas.”

Além do Brasil, cliente mais recente da Saab, a fabricante sueca também discute a venda do caça com Botsuana e Eslováquia. A empresa também atendeu recentemente um pedido de proposta da Bulgária e também estuda oportunidades na Bélgica, Canadá, Colômbia, Finlândia, Indonésia, Malásia, Suíça e Índia, que busca um caça monomotor para operar em porta-aviões.

Gripen F

Além de assumir parte da produção dos Gripen NG encomendados pela FAB, a Embraer também será responsável por desenvolver o Gripen F, a nova geração do caça em versão para dois tripulantes. Apesar da configuração orientada para treinamentos, o modele F terá a mesma capacidade de combate e desempenho da versão monoposto, incluindo os mesmos sistemas de busca e armamentos. Esse, portanto, será o primeiro avião supersônico desenvolvido no Brasil, com primeiro voo previsto somente para depois de 2020.

Veja mais: Desenvolvimento do Gripen NG é iniciado no Brasil

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alexandre
Alexandre
5 anos atrás

Massa!que venham muitos gripens futuramente e quem sabe um novo caça totalmente brasileiro

Alexandre
Alexandre
5 anos atrás

Ainda acho pouca quantidade para proteger nosso país,mas….

Marco
5 anos atrás

Torço muito para que esses Gripens ng venham logo, pois nossa Força Aérea necessita e espero que esses nossos governantes incompetentes e altamente corruptos não atrasem ainda mais o processo todo.

Daniel
Daniel
5 anos atrás

Sim Alexandre.
Quantidade ainda pouca.
Há possibilidade de mais aquisições, porém, como se trata de Brasil, acho muito difícil de ocorrer.
O ideal seria adquirir outro vetor do tipo Su-F-35 ou TU-50.
Sonhar é bom de vez em quando.

Ricardo
Ricardo
5 anos atrás

Só quero ver se esse teco teco de video game voa!

Flick
5 anos atrás

Porque o ideal seria o SU-35 ou T-50 se a FAB que é extremamente técnica, profissional e capaz, escolheu o Gripen?

Felipe Cruz
Felipe Cruz
5 anos atrás

Ideal pros sonhos de biruta desse pessoal fã de russo, estamos desenvolvendo e fabricando um avião de alto desempenho ideal as nossas necessidades e ainda vem maluco dizer que devemos cancelar e comprar avião russo de prateleira pq ele acha mais bonito e mais legal.
Ideal pra FAB é o Gripen como a mesma o selecionou no FX-2 e fim de papo.
Precisamos é de apoio e não de ideias malucas.

Felix
Felix
5 anos atrás

Depois de uns 110 Gripen Ng, podemos pensar em alguns vetores (+/-) 20 para pura interceptação.

Leonde Lançoni
Leonde Lançoni
5 anos atrás

Quero ver estes aviões dando show no céu de Pirassununga.

Michela
Michela
5 anos atrás

Concordo plenamente, foi a FAB quem escolheu o gripen e não um moleque qualquer aficionado por videogame e não foi em um ou dois meses mas levou anos de estudo e finalmente se chegou a escolha técnica de um produto que atendesse com qualidade a uma equação que envolve custos, suporte, transmissão de tecnologia e respeito a soberania nacional coisa que os russos e americanos não tem pelo Brasil mas só o enxergam como mais um cliente como outro qualquer. Quando tiver pelo menos uma centena de gripen aí sim podemos pensar em um caça para pura interceptação, ao estilo do typhoon europeu, quem sabem desenvolvido e projetado pela Embraer. Parabéns a FAB e vida Longa à cooperação militar entre o Brasil e a Suécia, que sejamos grandes parceiros e Que venha o gripen NG!

Previous Post
O PPE é realizado pela empresa em parceria com o Centro Paula Souza, por meio da Fatec São José dos Campos (Embraer)

Embraer abre inscrições para programa de projetistas

Next Post
O modelo "20.004" é o quarto e último protótipo do programa de testes do E195-E2 (Embraer)

Embraer realiza primeiro voo com o quarto protótipo do E190-E2

Related Posts
Total
0
Share