Governo ucraniano afirma que o Antonov An-225 foi atingido pela Rússia

Estatal de exportação da Ucrânia, Ukroboronprom afirmou em seu perfil no Facebook que “invasores russos destruíram o An-225 Mriya”. Em nota, Antonov diz não saber qual o estado da maior aeronave do mundo
Antonov An-225 (Larske)

Após rumores circularem desde o início da invasão russa à Ucrânia afirmando que o Antonov An-225 Mriya havia sido destruído num ataque ao aeroporto de Hostomel, a Ukroboronprom, estatal de exportação ucraniana e o ministro das Relações Exteriores do país admitiram que o maior avião do mundo foi de fato atingido.

“Invasores russos destruíram a aeronave líder da aviação ucraniana – o lendário An-225 Mriya”, confirmou a empresa estatal para dizer em seguida que o trabalho de recuperação do avião de seis motores levará tempo e custará US$ 3 bilhões.

O texto não é claro em afirmar se o An-225 foi completamente perdido. A Antonov Company, fabricante da aeronave, entretanto, preferiu ser cautelosa sobre o assunto. “Atualmente, até que o An-225 seja inspecionado por especialistas, não podemos informar sobre a condição técnica da aeronave”, afirmou a empresa no Twitter.

Leia também:

Uma imagem que reproduz um vídeo mostra os hangares da empresa tomados por fogo e fumaça. Uma cobertura provisória onde o An-225 era mantido parece abrigar a aeronave, mas não é possível ter certeza por conta da baixa qualidade do material.

De acordo com a Ukroboronprom, o An-225 não foi levado para fora da Ucrânica porque um de seus motores havia sido retirado da asa para manutenção.

O An-225 nos tempos da União Soviética: missão de transportar o ônibus espacial Buran

Situação incerta até o sábado

No sábado, 26, a Antonov, compartilhou a informação de Dmitry Antonov, piloto-chefe da Antonov Airlines que em seu perfil no Twitter havia revelado no dia 24 que o aeroporto havia sido tomado pelos militares russos mas que o An-225 estaria preservado.

O Mriya tornou-se uma celebridade mundial desde que passou a realizar voos especiais de carga, graças à sua capacidade sem igual. Originalmente, a aeronave derivada do An-124 Ruslan foi desenvolvida como transporte para o Buran, o ônibus espacial soviético, que foi lançado apenas uma vez.

Ironicamente, também o Buran foi perdido há quase 20 anos. Em 12 de maio de 2002 uma parte do hangar onde a espaçonave estava guardada em Baikonur desabou, vitimando oito pessoas.

Total
29
Shares
5 1 vote
Article Rating
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Roberto Endo
Roberto Endo
3 meses atrás

Ainda é incerto … Tem uma notícia que fala o seguinte
After some speculation on the fate of the aircraft, the good news came out: it has not been damaged. Some sources say it is safe in Georgia (but the flight has not been recorded on aircraft tracking sites).

Previous Post

Avião gigante ‘Roc’ realiza primeiro voo com trens recolhidos

Next Post

Jato executivo supersônico tem patente registrada no Brasil

Related Posts
Total
29
Share