Itapemirim Transportes Aéreos inicia voos de certificação no Brasil

Viagens acontecem entre os dias 12 e 15 de abril, apenas com equipe operacional a bordo
Airbus A320 - Itapemirim Transportes Aéreos
O Airbus A320 da ITA é configurado para receber 162 passageiros (Luis Alberto Neves)

Nova companhia aérea brasileira, a Itapemirim Transportes Aéreos (ITA) iniciou nesta segunda-feira (12) uma série de voos de certificação para obter o COA (Certificado de Operador Aeronáutico), que deve ser avalizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Voando apenas com a equipe operacional a bordo, as simulações acompanhadas pela ANAC também serão realizadas na próxima quinta-feira (15). Nesses dois dias, o Airbus A320 com as cores da ITA passará pelos aeroportos de Guarulhos (SP), Confins (MG), Salvador (BA), Porto Alegre (RS) e Galeão (RJ).

“Chegamos na etapa final para a concretização da companhia aérea e estamos muito felizes com tudo o que conquistamos até aqui. Completaremos nosso cronograma para obtermos as certificações junto à ANAC dentro do prazo planejado”, comentou Sidnei Piva, presidente do Grupo Itapemirim.

Em declarações nos últimos meses, executivos da nova companhia aérea têm dito que oferecerá um serviço acessível, mas que nem por isso será básico. Um dos diferenciais prometidos é o espaço entre as fileiras de assentos. O A320 da ITA é configurado para transportar 162 passageiros, menos do os modelos operados pela a Azul (174 lugares) e a LATAM (168 assentos em três classes).

A empresa também promete um serviço de bordo diferenciado e voos para várias regiões do Brasil, entre elas as principais cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Brasília e Salvador.

A ITA revelou no ano passado a intenção de ter em sua frota 10 jatos A320. Na mais recente atualização de entregas e encomendas da Airbus, constam três aeronaves em nome da empresa aérea – as duas restantes devem seguir para o Brasil em breve.

O Grupo Itapemirim ainda não determinou uma data para o início dos voos regulares da ITA. “Estamos focados nos trâmites finais para a certificação, mas as datas devem ser divulgadas em breve”, informou a assessoria de imprensa da companhia ao Airway.

A ITA será a segunda empreitada do Grupo Itapemirim na aviação comercial. Nos anos 90, a empresa operou uma subsidiária de carga aérea com jatos Boeing 727, mas que durou pouco tempo. Em 2017, o grupo tentou adquirir a regional Passaredo (atual VoePass), mas o negócio acabou desfeito.

Boeing 727 cargueiro que pertenceram à Itapemirim Cargo (Aero Icarus)

Total
213
Shares
Previous Post

Caça AF-1B da Marinha do Brasil volta a voar após 1711 dias em solo

Next Post
Airbus BelugaXL

Airbus amplia uso de combustível ecológico no cargueiro Beluga

Related Posts