Airbus amplia uso de combustível ecológico no cargueiro Beluga

Utilização de combustível sustentável reduzirá as emissões de CO2 dos voos de carga da Airbus em mais de 400 toneladas nos próximos três meses.
Airbus BelugaXL
O BelugaXL é baseado no jato comercial A330-200 (Airbus)

Fundamental na cadeia logística da Airbus na Europa, o exótico cargueiro Beluga completou nesta semana seu primeiro voo abastecido parcialmente com combustível sustentável de aviação (SAF, na sigla em inglês) a partir da sede do grupo em Broughton, no Reino Unido.

A unidade em Broughton é responsável por produzir as asas dos jatos comerciais A320, A330 e A350. De lá, os itens são transportados pelo Beluga para as linhas de montagem final do grupo europeu na França e Alemanha.

“Este primeiro voo de um transportador Beluga de Broughton, parcialmente abastecido com SAF, é um marco importante na ambição da Airbus de descarbonizar suas operações industriais”, disse Tony Derrien, Gerente de Projeto de Combustíveis de Aviação Sustentável da Airbus.

A unidade em Broughton é a segunda base da Airbus que adota o SAF no abastecimento do Beluga. A fábrica em Bremen, na Alemanha, foi a primeira do grupo a adotar o combustível sustentável nas atividades de carga, no final de 2019.

O combustível ecológico usado no Beluga é fabricado com matérias-primas descartadas, como óleo de cozinha (Airbus)

“Combinado com nossa pesquisa em andamento sobre o potencial de 100% de SAF em voos comerciais, a redução de combustíveis fósseis em nossas próprias operações reforça o compromisso da Airbus em diminuir o impacto de nossa pegada ambiental de fabricação e contribuir para um futuro mais sustentável para o setor de aviação em geral”, salientou Derrien.

A frota Beluga operando em Broughton será inicialmente abastecida com uma mistura de 35% de combustível não fóssil e 65% de querosene convencional. De acordo com a Airbus, a utilização do SAF nessa proporção reduzirá as emissões de CO2 dos voos de carga em mais de 400 toneladas nos próximos três meses.

O SAF usado pela frota de Beluga é feito de matérias-primas sustentáveis descartadas, como óleo de cozinha, é fornecido à Airbus em Broughton e Hamburgo pela Air bp.

Total
0
Shares
Previous Post
Airbus A320 - Itapemirim Transportes Aéreos

Itapemirim Transportes Aéreos inicia voos de certificação no Brasil

Next Post

DC-8 abandonado no aeroporto de Guarulhos está à venda por R$ 125 mil

Related Posts