O A321neo que recebeu o número de série 10.000 (Airbus)

A Airbus celebrou discretamente em suas redes sociais o primeiro voo do jato número de série 10.000 da família A320. Trata-se de um A321neo que será entregue para a companhia aérea MEA, do Líbano, em breve e que decolou da unidade de Hamburgo, na Alemanha, nesta sexta-feira, 11.

O marco é bastante significativo para a aviação comercial por conta de a família A320 ser relativamente recente. O primeiro avião produzido ficou pronto em 1987 e hoje faz parte do Museu Aeroscopia em Toulouse, próximo à sede da Airbus.

Desde então, a aeronave de corredor único tornou-se a maior adversária do 737, o jato mais popular da história. Mas enquanto o modelo da Boeing levou 50 anos para entregar o 737 de número 10.000 em 2018, a Airbus deve chegar a essa volume em breve. Aliás, isso só não ocorreu ainda por conta da pandemia do coronavírus que impediu mais entregues.

Até agosto, a fabricante acumulava 9.486 aviões entregues da família A320, o que indica que há cerca de 500 unidades prontas em suas instalaçõs atualmente, mas que tiveram seus envios suspensos a pedido de seus clientes por conta da queda na demanda do tráfego aéreo de passageiros.

Quase metade desse volume (4.751) é do A320ceo, a primeira versão do jato, seguida pelo ‘irmão’ maior, o A321ceo, com 1.759 aviões entregues até agosto. A variante A319ceo teve até aqui 1.480 unidades entregues enquanto os novos A320neo e A321neo já acumulam 1.044 e 370 aeronaves enviadas aos clientes, respectivamente.

No fim da lista estão A318, o fracassado menor membro da família, e o A319neo que teve apenas dois dos 84 aviões encomendados entregues. Os números da família A320 só tendem a crescer ainda mais nos próximos anos já que a Airbus possui atualmente mais de 6.000 pedidos a entregar a seus clientes.

O primeiro A320 a caminho de museu em Toulouse (Sebtls)

Veja também: Airbus entregou 39 jatos comerciais em agosto