Mais um Airbus A380 é armazenado na França

Modelo era operado pela Singapore Airlines sob contrato de leasing, que não foi renovado
O primeiro A380 a estrear voos comerciais está estacionado na França, à espera de um novo operador (Tarmac Aerosave)
O primeiro A380 a estrear voos comerciais está estacionado na França, à espera de um novo operador (Tarmac Aerosave)
O primeiro A380 a estrear voos comerciais está estacionado na França, à espera de um novo operador (Tarmac Aerosave)
O primeiro A380 a estrear voos comerciais está estacionado na França, à espera de um novo operador (Tarmac Aerosave)

Mais um Airbus A380 foi armazenado em fevereiro. O jato, que era operado pela companhia aérea Singapore Airlines, de Cingapura, agora está aos cuidados da Tarmac Aerosave, especializada no armazenamento, manutenção e desmantelamento de aeronaves. Esse é o segundo A380 guardado pela empresa, que fica baseada em Tarbes, no sul da França – o primeiro modelo foi armazenado em novembro de 2017.

A aeronave, com número de série MSN005 (foi o quinto A380 a deixar a linha de montagem), entrou em operação com a Singapore em 2008. O modelo era operado pela companhia asiática sob regime de leasing e não teve seu contrato renovado: a aeronave pertence ao grupo alemão Dr. Peters, que aluga aviões comerciais para companhias aéreas.

Segundo a Tarmac, o A380 está armazenado “em condições de voo”, o que significa que a Dr. Peters está em busca de um novo operador – a vida útil de um A380 é estimada em 30 anos. O armazenamento nessas condições permite o retorno da aeronave aos céus em dois ou três dias. Antes disso acontecer, porém, a aeronave terá todo seu interior reformulado, assim como sua pintura, obedecendo os critérios do cliente, se ele de fato surgir.

A mesma empresa de armazenamento de aeronaves ainda tem um contrato para receber outros dois A380 que pertencem a Dr. Peters e que atualmente estão em operação com a Singapore.

A Tarmac Aerosave vem renovando sua instalação na França para receber mais jatos de grande porte como o quadrimotor da Airbus. Ao todo, a empresa planeja ter espaço para armazenar até nove jatos como o A380 até 2020.

Em outra ocasião, a Dr. Peters já admitiu que pode acabar desmontando as aeronaves que não forem alugadas novamente e vender seus componentes. Ao todo, a empresa é dona de nove A380.

Veja mais: Grupo de leasing pode formar nova companhia aérea com jatos A380 parados

Total
0
Shares
Previous Post
A United também eliminou o serviço de duty-free a bordo de suas aeronaves para redução de peso (Divulgação)

United reduz peso de revista de bordo para economizar 80 mil litros de combustível

Next Post

Maiores companhias aéreas dos EUA mostram interesse no NMA, vulgo Boeing 797

Related Posts