Navio com lote de caça Saab Gripen para a FAB chega ao Brasil

Embarcação Florijngracht atracou na Portonave, em Navegantes, nesta segunda-feira, 11. Saab deverá entregar apenas uma aeronave, FAB 4107, desta vez
Caça F-39E Gripen (Sgt Müller Marin/FAB)

Força Aérea Brasileira (FAB) está prestes a receber mais um caça Saab F-39E Gripen. O navio Florijngracht, de bandeira holandesa, atracou nesta segunda-feira, 11, na Portonave, em Navegantes (SC), trazendo em seu interior mais um lote da aeronave.

Ainda não está claro se realmente a Saab embarcou um jato supersônico apenas, mas essa hipótese é reforçada pelo cronograma apresentado pela FAB em outras ocasiões.

Se for confirmado, o Gripen deverá ter a designação FAB 4107, sendo o sétimo operacional e oitavo a chegar ao país – há também o pioneiro FAB 4100, com a bandeira do Brasil na cauda, e que é usado para testes.

Como tem sido rotineiro, o caça será içado do navio e então rebocado pelas ruas da região até o Aeroporto de Navegantes, que fica nas proximidades. De lá, a Saab fará os ajustes finais para que o Gripen possa decolar em direção à Base Aérea de Anápolis, em Goiás.

Cronograma de entregas

A FAB tem uma encomenda firme de 36 caças Gripen, incluindo versões de dois assentos, e pretendia contar com todos eles até 2026, segundo documento publicado em 2019.

Caça Gripen sendo desembarcado no porto de Navegantes: processo rotineiro (SAAB)

No entanto, o programa atrasou e foi revisto. Em agosto, uma apresentação da Aeronáutica acabou vazada, mostrando um novo cronograma em que as entregas serão concluídas em 2027.

Na imagem, constam três caças em 2023, assim como em 2024, porém, a FAB informa que seis jatos teriam sido entregues em 2022. Como se sabe, cinco F-39E vieram ao país, contando a aeronave de testes.

Siga o AIRWAY nas redes: Facebook | LinkedIn | Youtube | Instagram | Twitter

A nova programação diz ainda que a Saab enviará apenas dois jatos em 2025 e então 11 aeronaves em 2026 e mais 11 em 2027.

Entre eles estarão os F-39F, de dois assentos, mas daí já se supõe que o programa poderá sofrer mais atrasos já que a aeronave ainda não voou e precisará passar por todo o processo de certificação na Suécia e Brasil.

Total
0
Shares
Previous Post

Startup holandesa revela avião híbrido-elétrico para mais de 80 passageiros

Next Post

Jato C919 faz primeiro voo fora da China continental

Related Posts
Total
0
Share