Novo Boeing 737 MAX 200 completa primeiro voo

Aeronave baseada no 737 MAX 8 é projetada para embarcar até 200 passageiros; versão é um pedido da companhia low-cost Ryanair
(Woodys Aeroimages)
(Woodys Aeroimages)
(Woodys Aeroimages)
O primeiro 737 MAX 200 já ostenta marcas da Ryanair nos winglets e no leme (Woodys Aeroimages)

Grande candidato a ser o avião mais apertado da aviação comercial, o novo Boeing 737 MAX 200 completou seu primeiro voo no último domingo (13). A aeronave decolou da sede da fabricante norte-americana em Renton, no estado de Washington, e foi flagrada por uma série de spotters.

A nova versão MAX 200 é baseada no 737 MAX 8, mas modificada para receber até 200 passageiros, enquanto o modelo convencional comporta até 189. A ampliação no número de ocupantes também exigiu alterações na fuselagem, que ganhou mais duas saídas de emergência para adequar o avião às normas de evacuação.

O 737 MAX 200 foi desenvolvido para atender um pedido especial da companhia low-cost Ryanair, que já encomendou 135 unidades da nova versão, sendo 100 exemplares de um pedido firme avaliado em US$ 11 bilhões assinado em 2014.

De acordo com a Boeing, o 737 MAX 200 oferece um custo por assento 20% inferior aos 737 da geração passada (os modelos Next Generation) e 5% mais baixo que o 737 MAX 8. A fabricante ainda afirma que a nova versão do 737 será o jato de um corredor (narrow-body) mais eficiente do do mundo.

O 737 MAX 200 mantém o mesmo desempenho do MAX 8, que pode decolar com peso máximo de até 82.191 e percorrer 6.570 km ou quase oito horas de voo. A Ryanair deve estrear com a nova versão do 737 até o final deste ano.

Veja mais: Boeing 727 realiza último voo comercial com passageiros

Total
0
Shares
0 0 votes
Article Rating
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marco Andrade
Marco Andrade
3 anos atrás

No fim uma lata de sardinha eficiente nos custos para cia aérea e um pesadelo para o passageiro…

Lucas
Lucas
3 anos atrás

Depende Marco, se o preço for mais baixo, viajar 3 dias numa confortável poltrona leito de um ônibus pode ser um pesadelo pior, rsrs.

Marco Andrade
Marco Andrade
3 anos atrás

Lucas vai depender da rota que a aeronave vai voar. Uma hora e meia, duas horas numa poltrona apertada de avião, com pouco espaço para as pernas, seria outro pesadelo! Como diz a reportagem, o avião pode ser o candidato ao mais apertado da história…

Júlio Cordeiro
Júlio Cordeiro
3 anos atrás

Ryanair trabalha com rotas curtas e médias, a preços ridiculamente baixos, é o supra sumo do “low cost”… normalmente a passagem é mais barata que despachar uma mala…bancos não reclinam, por isso a densidade de passageiros

Marco Andrade
Marco Andrade
3 anos atrás

Bem, é o preço que se paga para ter passagem barata, um avião cheio de poltronas para compensar a receita e pouco espaço para as pernas. Viajei em outras empresas quando fui vinte anos Comissário de Bordo da Varig, vôos que considerei apertados, mas como as low cost…

Previous Post

Boeing 727 realiza seu último voo de passageiros

Next Post
O AN-124 é o segundo maior avião de carga do mundo (Eric Prado)

Antonov vai retomar produção do cargueiro AN-124 sem ajuda da Rússia

Related Posts