Peru coloca à venda helicópteros superpesados Mi-26 sucateados

Aparelhos adquiridos pelo exército peruano em 1995 não voam há mais de 10 anos
(ArielR – Wikimedia Commons)
O Peru foi um dos raros operadores estrangeiros do Mi-26, o maior helicóptero do mundo (ArielR – Wikimedia Commons)

O que poderia ser um dos orgulhos das forças armadas do Peru, agora são apenas entulhos acumulados. O Ministério da Defesa peruano anunciou recentemente que pretende leiloar três helicópteros superpesados Mil Mi-26T – ou o que sobrou deles – que anteriormente eram operados pelo exército do país, mas que não voam há décadas.

Em uma resolução publicada no último dia 3 de agosto, o Ministério da Defesa do Peru informou que os motores, unidades de energia auxiliar (APU) e transmissões dos helicópteros estão em uma condição “não reparável”. Além disso, os sistemas hidráulico, de comunicação e de navegação das aeronaves estão todos irrecuperáveis, tendo ocorrido ainda deterioração interna e externa das fuselagens.

O ministério ainda acrescentou que seria necessário um “investimento significativo” para recolocar os Mi-26T de volta ao serviço e que o custo dos reparos é “oneroso”. Os aparelhos estão armazenados na base aérea do exército peruano localizada no aeroporto internacional Jorge Chavez, em Lima.

O exército do Peru comprou os helicópteros em 1995 da companhia aérea russa Aeroflot por cerca de US$ 9,7 milhões. As três aeronaves de asas rotativas foram registradas no país com as matrículas EP-705, EP-706 e EP-707, mas permaneceram ativas por pouco tempo. O Ministério da Defesa observou que os aparelhos estão inoperantes há “12, 17 e 21 anos”, respectivamente.

Os Mi-26 peruanos – ou o que sobrou deles – estão armazenados no aeroporto internacional de Lima (Thiago Vinholes)

Contudo, os peruanos afirmam que os aparelhos fabricados na Rússia ainda podem servir como aeronaves doadoras de peças para outros operadores do Mi-26, que detém o título de maior helicóptero do mundo produzido em série.

Os Mi-26T eram operados pelo Batalhão de Assalto e Transporte N°811 do Exército do Peru. Os helicópteros serviram em missões militares, realizando voos de transporte de carga e passageiros pelo país, e operações de apoio à mineração e exploração de petróleo.

Veja mais: Mi-26, o guindaste voador

 

 

Total
23
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

FAB enviará KC-390 com ajuda humanitária ao Líbano na quarta-feira

Next Post

ANAC emite primeira autorização para entrega de produtos com drones

Related Posts