Piloto indiana é homenageada por museu de aviação nos EUA

Capitã Zoya Agarwal, da Air India, liderou um dos voos mais longos do mundo com uma equipe 100% feminina
Zoya Agarwal comanda voos da Air India em um Boeing 777

O museu de aviação do aeroporto de São Francisco (SFO Museum), nos Estados Unidos, homenageou na última semana a piloto indiana Zoya Agarwal, da Air India, por sua carreira de quase duas décadas na aviação civil, que serve de exemplo para meninas do mundo inteiro.

Influencer com mais de 500 mil seguidores no Instagram, Zoya comanda voos intercontinentais a bordo de um Boeing 777, já foi convidada da ONU para falar sobre igualdade de gênero e apareceu em TED Talks mostrando que sonhos podem virar carreiras de sucesso.

No ano passado, Zoya liderou o primeiro voo da Air India de São Francisco a Bangalore, passando pelo Polo Norte, com uma equipe 100% feminina. Um dos voos mais longos do mundo atualmente, a rota tem cerca de 16.000 km e é feita em 17 horas e 40 minutos.

“A Zoya de oito anos de idade nunca teria imaginado um momento desses. Se ela conseguiu, você também pode!”, publicou Zoya em suas redes sociais.

Zoya Agarwal recebeu homenagem do museu de aviação de São Francisco, nos EUA (Air India)

Quem é Zoya Agarwal?

Zoya Agarwal é filha única de uma família de classe média indiana e preocupava seus pais desde os oito anos de idade, quando começou a sonhar em ser piloto de avião.

A Índia é conhecida por ter mulheres pilotos, mas ainda sim elas representam apenas 12% do total de profissionais (a média geral no mundo é de 5%). No começo dos anos 2000, a situação era ainda mais complicada para a pequena Zoya.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Captain Zoya (@captainzoya)

Mesmo sem aprovação dos pais, a jovem Zoya estudava aviação depois da escola regular e passou no exame de admissão da Air India em 2004. Cerca de nove anos depois, ela se tornaria uma das mais jovens pilotos a comandar um Boeing 777.

Em 9 de janeiro de 2021, Zoya fez história ao comandar o voo AI176, de São Francisco a Bangalore, como capitã de um cockpit totalmente feminino, tornando-se a primeira mulher do mundo a fazer a rota.

Zoya Agarwal já foi porta-voz da ONU e se apresentou em Ted Talks

SFO Museum

O museu de aviação de São Francisco é o único museu certificado pela aliança nacional de museus dos EUA dentro de um aeroporto. Ele tem uma área dedicada à aviação, assim como obras de arte e exposições temporárias. A visitação é gratuita.

“Registrar e compartilhar a história pessoal da capitã Agarwal permite que o SFO Museum preserve a emoção e a natureza histórica de sua extraordinária carreira com as gerações atuais e futuras de entusiastas da aviação”, disse um funcionário do museu de aviação de São Francisco à agência de notícias ANI.

Zoya Agarwal entrou para a Air India em 2004

Total
0
Shares
1 comment

Comments are closed.

Previous Post

Wizz Air volta atrás e cancela voo para a Rússia após protestos

Next Post

Ucrânia recebe drone americano usado pela Marinha do Brasil

Related Posts
Total
0
Share