Primeira companhia a cancelar o 737 MAX após o aterramento recebe A320neo

Flyadeal desistiu de encomenda de 50 jatos da Boeing em 2019, meses após o jato ser proibido de voar. Companhia aérea saudita acabou optando pelo rival da Airbus
A320neo da flyadeal (Airbus)

A Flyadeal recebeu seu primeiro A320neo de um pedido de 30 aeronaves feito junto à Airbus em 2019. A companhia aérea saudita, parte do grupo Saudia, já contava com uma aeronave do modelo, recebida por meido de leasing com a Avolon em 2020.

A companhia de baixo custo ganhou atenção em julho de 2019 ao anunciar o cancelamento de uma encomenda de 50 jatos 737 MAX com a Boeing. Na época, a aeronave estava aterrada por conta dos dois acidentes fatais ocorridos na Indonésia e Etiópia.

Foi a primeira grande perda para fabricante dos EUA, num acordo avaliado em US$ 5,9 bilhões em dezembro de 2018. No Paris Air Show do ano seguinte, no entanto, a empresa mudou de ideia e foi incluída num pedido feito pela Saudia.

A Flyadeal opera atualmente outros 10 A320 da série original. De acordo com a Airbus, a Flyadeal receberá os 29 A320neo remanescentes dentro de três anos. As aeronaves utilizam o motor CFM Leap-1A e são configuradas em classe única com 186 assentos.

Total
20
Shares
Previous Post

Novo caça leve russo é revelado em vídeo

Next Post

MC-21: produção anual equivalente ao número de A320neo montados por mês

Related Posts