Rússia está impedindo pilotos desempregados de trabalharem em companhias estrangeiras

Agência de aviação da Rússia está recusando a verificação de licenças de pilotos que buscam emprego em outros países
Maior companhia aérea da Rússia, a Aeroflot suspendeu a maioria de seus voos internacionais (Airbus)

Pilotos russos que ficaram desempregados devido a queda brusca no movimento do setor aéreo da Rússia nos últimos meses estão sendo impedidos de procurarem novos empregos em companhias aéreas de outros países.

Segundo a mídia russa, a Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia, a Rosaviatsia, é a responsável por barrar o êxodo de pilotos que estão sem trabalho. De acordo com o jornal Kommersant, a autoridade de aviação do país está recusando a verificação das licenças de pilotos russos quando elas são solicitadas por empresas e agências reguladoras estrangeiras, como parte do procedimento padrão de recrutamento.

Miroslav Boichuk, presidente do sindicato russo que representa os interesses dos pilotos locais, disse ao jornal que a Rosaviatsia recebeu cerca de 600 solicitações de verificação de companhias aéreas estrangeiras e apenas 100 pessoas foram aprovadas. Esses pedidos foram enviados entre fevereiro e junho deste ano, por empresas do Vietnã, Tailândia, Camboja, Malásia e Turquia.

As sanções econômicas impostas a Rússia devido a invasão da Ucrânia, iniciada em 24 de fevereiro, forçou as companhias aéreas do país a suspender a maioria dos voos internacionais sob o risco de aeronaves alugadas serem apreendidas em outros países – empresas russas atendiam 60 países e hoje voam para apenas 11. Com menos voos, centenas de pilotos russos de linha aérea ficaram desempregados.

Outra fonte consultada pelo jornal russo, Oksana Vlasenko, presidente da União Inter-regional de Pilotos da Rússia, comentou que a maioria dos pilotos desempregados são habilitados para voar em aeronaves widebody, como os jatos Boeing 777 e os Airbus A330 e A350, justamente os aparelhos mais empregados em voos internacionais de longo curso.

Total
17
Shares
Previous Post

Companhia aérea do Azerbaijão assina contrato para dois Airbus A350F

Next Post
Boeing 747-400 'Cosmic Girl' - Virgin Orbit

Boeing 747 lançador de foguetes vai operar no Brasil

Related Posts
Total
17
Share