Voo diário entre São Paulo e Madri será retomado pela Air Europa em 28 de março

Companhia aérea espanhola, que hoje voa cinco vezes por semana na rota, voltará aos níveis pré-pandemia
Boeing 787-9 da Air Europa

A Air Europa é mais uma companhia aérea estrangeira a anunciar a volta aos níveis pré-pandemia em seus voos para o Brasil. A empresa espanhola confirmou nesta sexta-feira que a rota São Paulo-Madri voltará a ter uma frequência diária a partir do dia 28 de março.

Atualmente, os Boeing 787-9 da Air Europa voam cinco vezes para a capital paulista. A aeronave possui duas classes, com 32 assentos na executiva e 303 na econômica.

O voo UX58, entre São Paulo e Madri decola do aeroporto de Guarulhos às 14h05, com pouso na capital espanhola às 5h15 do dia seguinte. O voo UX57 parte de Madri às 23h45 pousando em São Paulo às 5h25 do dia seguinte – todos horários locais.

“A retomada dos voos diários entre São Paulo e Madri mostra a recuperação do setor e o aumento na procura das ligações entre a região e a Europa. Temos um serviço de alta qualidade, com novas e modernas aeronaves, que oferecem muito mais conforto ao passageiro. Já atendemos 20 destinos nas Américas e vamos crescer mais em breve”, afirmou Diego Garcia, diretor-geral para América da Air Europa.

Jato da Air Europa em Guarulhos

Membro da aliança SkyTeam, que reúne empresas como a Delta Air Lines, Air France e KLM, a Air Europa esteve perto de “mudar de lado”. Em 2019, a Globalia, dona da companhia, acertou sua venda para o grupo IAG, que controla a British Airways e a rival Iberia, por um bilhão de euros.

O acordo deveria ser concluído em meados de 2020, mas a pandemia colocou a negociação em suspenso. A venda estava sendo analisada por organismos anti-truste no final do ano passado quando o IAG anunciou que havia desistido da proposta.

A Air Europa possui atualmente uma frota de 35 aeronaves, concentrada em jatos Dreamliner e Boeing 737-800 NG.

Total
11
Shares
Previous Post
O helicóptero de ataque AH-2 Sabre também pode ser utilizado para interceptar aeronaves de baixa performance (FAB)

Força Aérea Brasileira vai retirar de operação seus helicópteros russos Mil Mi-35

Next Post

Changi desiste do Galeão e governo federal decide incluir aeroporto em leilão do Santos Dumont

Related Posts
Total
11
Share